Add to Technorati Favorites

Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

Jornal Semeando de Fevereiro de 2010

 

 

Partilhamos contigo agora a última edição do Jornal Semeando da responsabilidade da JEF - Juventude Eucaristica Franciscana, (no qual recebemos hoje no grupo).

 

 

Temas desta edição:

. Jornadas Bíblicas

. Leis para ser feliz

. Com os grupos

. Jesus não disse

. Eucaristia

. Quaresma

 

Via Sacra - Pedimos Perdão

 

Primeira Estação - Jesus é Condenado à morte

Querido Jesus: Pedimos perdão por todas as vezes que julgamos os outros e os condenados sem procurar saaber a verdade.

 

Segunda Estação - Jesus carrega a cruz

Bom Jesus: Pedimos perdão, por todas as vezes que somos um peso para os outros e não os deixamos ser felizes.

 

Terceira Estação - Jess cai pela primeira vez

Jesus, bom amigo, pedimos perdão, po todas as vezes em que me custa aceitar o sacrificio e tudo o que requer esforço da nossa parte.

 

Quarta Estação - Jesus encontra a sua mãe

Amigo Jesus, pedimos perdão, por todas as vezes que abandonamos e não prestamos atenção aos nossos colegas.

 

Quinta Estação - Jesus é ajudado a levar a cruz

Jesus, pedimos perdão, por todas as vezes que nos recusámos a ajudar alguém que nos procura.

 

Sexta Estação - Uma mulher limpa o rosto de Jesus

Senhor, pedimos perdão, por todas as vezes que não fomos meigos e carinhosos com as pessoas que nos rodeiam.

 

Sétima Estação - Jesus cai pela segunda vez

Senhor Jesus, pedimos perdão, por todas as vezes em que desanimamos e não temos alegria de viver.

 

Oitava Estação - Jesus consola as mulheres que choram por Ele

Bom Jesus, pedimos perdão, pelas vezes que não gostamos de rezar e não procuramos tempo para estar contigo a sós.

 

Nona Estação - Jesus cai pela Terceira vez

Amigo Jesus, pedimos perdão, por todas as vezes que ficamos tristes e desanimados nos momentos de dor e sofrimento.

 

Décima Estação - Jesus é despojado das suas roupas

Senhor, pedimos perdão, por todas as vezes que gozamos com os nossos companheiros e os tratamos com desprezo.

 

Décima Primeira Estação - Jesus é pregado na Cruz

Jesus, perdoa os nossos pecados, porque nem sempre seguimos os teus passos e nem sempre vivemos os teus ensinamentos, porque nos custa amar e perdoar.

 

Décima Segunda Estação - Jesus morre na Cruz

Senhor Jesus, pedimos perdão, por todas as vezes que nos recusamos a cumprir a tua vontade a nosso respeito, que nos recusamops a dar a vida pelos nossos irmãos.

 

Décima Terceira Estação - O corpo de Jesus é retirado da cruz

Querido Jesus, pedimos perdão, por todas as vezes que não acreditamos na companhia de Maria, nossa mãe e protectora.

 

Décima quarta Estação - Jesus é sepultado num sepulcro novo

Senhor da vida, pedimos perdão, por todas as vezes em que não colocamos o amor em primeiro lugar e não tivemos a coragem de dar a vida pelos nossos irmãos.

 

Décima quinta Estação - Jesus Recuscitado

 

------

 

8 Condições para uma vida Feliz:

1. Ser positivo - sentir-me maravilhoso pelo que sou e tenho;

2. Ser bondoso - nada nos dá maior felicidade do que fazer bem;

3. Saborear sempre as coisas boas da vida - divertir-me sempre;

4. Saber agradecer - ser grato para com todos os que me ajudam;

5. Aprender a perdoar - quem guarda rancores, conserva veneno;

6. Gastar tempo com familiares, conhecidos e amigos - conviver;

7. Cuidar do meu corpo - descansar, fazer exercício físico, rir...;

8. Enfrentar o stress e as dificuldades da vida com Jesus Cristo.

 

(in Falemos de felicidade)

 

Conto - O preco do amor

 

«Uma tarde um menino aproximou-se da mãe, que preparava o jantar e entregou-lhe uma folha de papel com algo escrito:

Depois de secar as mãos e tirar o avental, ela leu:

- Cortar a erva do jardim: 3 euros;

- Limpar o meu quarto: 1 euro;

- Ir ao mercado em teu lugar: 2 euros;

- Cuidar dos manos enquanto foste às compras: 2 euros;

- DEspejar o lixo toda a semana: 1 euro;

- Ter boas notas: 2 euros;

- Total da dívida: 16 euros.

 

A mãe olhou o filho, que aguardava cheio de espectativa.

Finalmente ela pegou num lápis e, no verso da mesma folha escrevu:

- Por te transportar ove meses no ventre e te dar a vida: nada.

- Por tantas noitessem dormir, para cuidar de ti quando estavas doente: nada.

- Pelos problemas e pelos prantos que me causaste: nada.

- Pelo medo e pelas preocupações que tive por ti: nada.

- Por comida, roupas e brinquedos: nada.

- Por te limpar o nariz: nada.

- Custo total do meu amor: nada.

 

Quando o menino terminou de ler o que a ãe escrevera, tinha os olhos cheios de lágrimas. Olhou a mãe nos olhos e disse: «Eu amo-te mamã!!!» a seguir, pegou no lápis e escreveu com letra enorme: TOTALMENTE PAGO.

 

Assim somos nós jovens, como as crianças, querendo recompensas pelas boas açoes que fazemos. É dificil entender que a melhor recompensa é o amor que vem de Deus.

E, para sorte nossa, é grátis.

 

- Que te diz a palavra gratuidade?

 

- Costumas dizer aos teus pais e amigos: «Amo-te!»?

- Quantas vezes por dia dizes: «Obrigada!»?

 

Jornadas Bíblicas

 

Orientados  Pelo Sr. Pe. Eduardo, as Jornadas que decorreram no dia 23 de Janeiro em Mirandela, discutiram a importâcia de uma "carta de amor" que alguém escreveu para nós. A Bíblia é, de facto, uma carta de amor que Deus me escreve a cada momento que eu me torno disponível para a acolher. O nosso Deus desce até nós, dá-se a nós, abraça-nos como um arco-íris, simbolizando a aliança que "teimosamente" constrói connosco. Ao longo da manhã fomos relembrando e conhecendo um pouco da estrutura da Bíblia e da sua importância na nossa vida de jovens. 28 jovens oriundos dos grupos de Ligares, Freixo de Espada à Cinta, Macedo de Cavaleiros, Vilar de Nates e Bragança participaram de uma forma muito activa no encontro. Foram mesmo surgindo questões ao longo da reflexão, às quais o sr. Padre Eduardo foi respondendo de uma forma muito dinâmica.

Em suma, foi referido que a Bíblia é como um conjunto de livros escritos por inspiração divina, dividida em 2 grandes partes: Antigo Testamento, (que contém a revelação feita por Deus) e Novo Testamento, (que contém a revelação feita por Jesus Cristo e transmitida pelos Apóstolos e outros autores sagrados. Para se compreender a Bíblia Sagrada é necessário conhecer o tempo e as circunstâncias em que foi escrito cada livro que a compõe. A Bíblia é assim verdadeira Palavra de Deus, uma carta de amor, dirigida aos corações que deixam espaço para Ele.

 

Leis para ser Feliz:

4º Lei - Exercício físico e alimentação saudáel:

Quando nos sentimos intolerantes e impacientes, querendo fazer tudo "para ontem", devemos dar uma atenção especial ao exercício físico. Ele relaxa, tranquiliza e induz o sono.

Alimenta-se bem, é um bálsamo para uma vida excelente, livre da escravidão e da ditadura das "modas" e das medidas oficiais.

 

5º Lei - Gerir a emoção:

É expandir a energia do amor, da satisfação e da paz interior. Destruir as algemas da ansiedade, do medo, da insegurança. Construir dias felizes, mesmo nos períodos de tristeza. Recuperar o sentido da vida, mesmo nas contrariedades.

 

6º Lei - Gerir os pensamentos:

Tornar o eu autor da minha existência Ser livre para pensar, mas não escravo dos pensamentos. Ser lider de si mesmo. É impressionante como a nossa mente pensa em disparates, rumina em experiências más e remói preocupações. Pratica o silêncio contemplativo, muda a tua agenda e desenvolve a inteligência espiritual para enriquecer os pensamentos.

 

7º Lei - Proteger os solos da memória:

Cuida dos arquivos conscientes e inconscientes que contêm os segredos da nossa personalidade. Nos computadores a tarefa mais fácil é apagar os arquivos; no homem é impossível. É necessário "criticar" diariamente as imagens doentias da memória que nos controlam. É necessário "não pedir" mas "determinar" ser alegre, ousado, seguro, saudável.

 

Visitas aos Grupos...

No dia 12 de Dezembro o Secretariado visitou os grupos de Sandim e Miranda do Douro e no dia 6 de Fevereiro o Secretariado visitou o grupo de Vilar de Nantes.

Estas visitas serviram para aproximar o Secretariado da JEF dos grupos ligados a ela e também uma forma de formação dos grupos. Tendo em cada dia destas visitas um tema levado pelo Secretariado e debatido em cada grupo, (havendo espaço para jogos, e lanches de convivios entre todos).

 

Terminamos os destaques desta edição do Jornal Semeando da JEF, referindo que de seguida apresentamos a Mensagem do Papa Bento XVI para a Quaresma de 2010.

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 23:49
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Destaques da Páscoa na nossa Paróquia

Esperamos que tenhas passado uma Santa Páscoa, vivendo Jesus Cristo Ressuscitado.

Ontém não trouxemos aqui notícias da reunião do grupo, pois esta não se realizou por ser dia de Páscoa.

Hoje deixamos aqui alguns destaques da Sexta feira Santa, Sábado Santo e Domingo de Páscoa na nossa Paróquia.

 

Na Sexta Feira Santa de manhã na Igreja Matriz, realizaram-se as Laudes, seguindo-se uma parte de Reconciliação, (confissões) com alguns Padres disponiveis para servir essas pessoas.

 

Á noite, pelas 21 horas realizou-se a Via Sacra, (percurso realizado entre a Igreja Matriz e o Calvário no Santo Amáro).

Cada grupo da Paróquia, (acólitos, catequistas, grupo de jovens, adoradores do sacrário, entre outros) pegou na cruz e nas velas em cada estação da Via Sacra. Pode se constatar que houve muita participação de fiéis da cidade na Via Sacra e que sentiram vivamente a oração, o percurso doloroso de Jesus Cristo até ao calvário, onde foi cruxificado e 3 dias depois RESSUSCITOU.

 

No Sábado Santo realizou-se pelas 21 horas, na Igreja Matriz, a Vigilia Pascal, esta foi uma celebração que teve muita participação das pessoas, vivendo estas a celebração cristã, a passagem da morte de Jesus Cristo à vida.

Para quem não sabe o que é esta celebração cristã, que é a mais importante no calendário liturgico cristão.

 

Vigilia Pascal é...

A Vigília de Páscoa, também chamado de Vigília Pascal ou a Grande Vigília, é a celebração mais importante do calendário litúrgico cristão, por ser a primeira celebração oficial da Ressurreição de Jesus. Historicamente, é durante essa celebração que as pessoas (especialmente adultos) são batizados e adultos catecúmenos são recebidos em plena comunhão com a Igreja. É realizada nas horas de escuridão entre pôr-do-sol no Sábado Santo e o amanhecer da Páscoa. É marcada pela primeira entoação desde o início da Quaresma do Glória e do Aleluia, uma característica litúrgica do Tempo Pascal. Do mesmo modo na Ortodoxia Oriental, a Divina Liturgia, que é celebrada durante a Vigília de Páscoa é a mais importante e elaborada do ano eclesiástico.

 

Na Igreja Apostólica Romana

 

 

Domingo de Páscoa

De manhã realizaram-se as Eucarístias, (já com o horário de Verão: 8:00, 10:00 e 11:30). As Eucaristias foram vividas com muita alegria, sentindo Jesus Ressuscitado. A Eucaristia das 11.30 foi "animada" no coro, pelo nosso grupo de jovens.

 

Á tarde, pelas 17 horas, houve a Procissão da Ressurreição, (entre o Calvário - Santo Amaro e a Igreja Matriz). esta Procissão seguiu o sentido inverso da Via Sacra de sexta-feira Santa. Foi uma Procissão alegre, demonstrando Jesus Cristo Ressuscitado. Cada pessoa era convidada a levar campainhas ou sinos, (sendo que cada pessoa na procissão anunciava a ressurreição de Jesus Cristo, tocando os sinos e campainhas). Muitas pessoas, levaram flôres anunciando a vida, que Jesus nos trouxe - a ressurreição.

 

E foi desta maneira que terminou a Semana Santa, mas nou terminou a Festa, a Celebração da ressurreição de Jesus Cristo, sendo que na Sexta feira dia 17 de Abril, haverá um concerto de Páscoa na Igreja Matriz, pelas 21horas, dado pelo Coral Flaviense, em conjunto com a Sinfonia Flaviense.

Não percas a oportunidade de assistir a este Concerto.

Em breve traremos mais destaques sobre este concerto e sobre outras actividades na nossa Paróquia.

 

Terminamos os destaques de hoje, lembrando que o nosso grupo, já adquiriu as camisolas para identificar o nosso grupo, no Dia Diocesano da Juventude, a realizar-se em Chaves e vamo-nos reunir esta semana para nos organizarmos na participação deste encontro.

Durante esta semana traremos mais pormenores sobre a nossa participação neste encontro.

 

 

 

 

 

Na tradição católica romana, a Vigília Pascal consiste de quatro partes:
1)Breve Lucernário
2)Liturgia da Palavra ou Celebração da Palavra
3)Liturgia Batismal ou Celebração da Água
4)Liturgia Eucarística ou Celebração da Eucarístia

A vigília começa após o pôr-do-sol no Sábado Santo fora da igreja, onde o fogo ou fogueira é abençoada pelo celebrante. Este novo fogo simboliza o esplendor do Cristo ressuscitado dissipando as trevas do pecado e da morte. O Círio pascal ou (vela pascal) é abençoado com um rito muito antigo. Esta vela pascal será usado em toda o Tempo Pascal, permanecendo no santuário da igreja , e durante todo o ano em batismos, Crismas e funerais, lembrando a todos que Cristo é a "luz do mundo". Assim que a vela for acesa segue o antigo rito do Lucernário , em que a vela é carregada por um sacerdote ou diácono através da nave da igreja, em completa escuridão, parando três vezes e cantando a aclamação: "Lumen Christi" ou Luz de Cristo (em português),ao qual a assembléia responde "Deo Gratias"(Graças a Deus). A vela prossegue através da igreja, e os presentes portam velas que são acesas no Círio pascal . Como este gesto simbólico representa a "Luz de Cristo" se espalhando por todos, a escuridão é diminuída. Assim que a vela foi colocada num lugar dignamente preparado no santuário, ela é incensada pelo diácono, que entoa solenemente o canto Exulted, de tradição milenar. Ele é conhecido também como Proclamação da Páscoa, ou Pregão Pascal". Nele, a Igreja pede que as forças do céu exultem a vitória de Cristo sobre a morte, passando pela libertação do Egito e até mesmo agradecendo a Adão pelo seu pecado "indispensável", pois as consequências de tal pecado foram o motivo da vinda de Cristo.

Eis o texto da Proclamação da Páscoa:

Exulte de alegria a multidão dos anjos,
Exultem de Deus os ministros;
soe a triunfal trombeta,
Esta vitória de um tão grande Rei!

Alegra-te também, ó terra nossa
Que em tantas luzes agora resplandeces,
Vê como foge do universo a treva,
Enquanto fulge a luz do eterno Rei!

Alegra-te também, ó Mãe Igreja,
Ornada inteira de esplendor divino,
Escuta como vibra neste templo
A aclamação do povo!

V. O Senhor esteja convosco!
R. Ele está no meio de nós!

V. Corações ao alto!
R. O nosso coração está em Deus!

V. Demos graças ao Senhor nosso Deus!
R. É nosso dever e nossa salvação!

Na verdade é nosso dever e salvação
cantar de coração e a plena voz
ó Pai todo-poderoso, Deus invisível,
e seu único Filho, Jesus Cristo Senhor nosso.

Foi Ele quem pagou por nós ao Pai eterno,
o preço da dívida de Adão,
e foi quem apagou só por amor, no sangue derramado,
a condenação da antiga culpa.

Eis, pois a festa da Páscoa,
na qual foi posto à morte o verdadeiro Cordeiro,
cujo sangue consagrou
as portas dos fiéis.

Eis a noite, em que tirastes do Egito
os nossos pais, os filhos de Israel,
a quem fizestes transpor
o Mar Vermelho a pé enxuto.

Eis a noite em que a coluna luminosa
dissipou as trevas do pecado.
Eis a noite que arranca ao mundo corrompido, cego pelo mal,
os que hoje, em toda a terra, puseram a sua fé no Cristo.

Noite em que os devolve à graça
e os introduz na comunhão dos santos.
Eis a noite em que o Cristo, quebrando os vínculos da morte,
sai vitorioso do sepulcro.

Oh! imensa comiseração da vossa graça,
imprevisível amor para conosco:
a fim de resgatar o escravo,
entregais vosso Filho.

Ó pecado de Adão sem dúvida necesário,
pois a morte do Cristo o destrói!
Bendita culpa,
que nos vale um semelhante Redentor!

Pois o poder santificante desta noite
expulsa o crime e lava as culpas,
devolve a inocência aos pecadores,
a alegria aos aflitos,
dissipa o ódio, prepara a concórdia,
desarma os impérios.
Noite em que o céu se une à terra,
e o homem com Deus se encontra.

Na graça desta noite, acolhei, Pai Santo,
como sacrifício de louvor vespertino,
a chama que sobe desta coluna de cera
que a igreja, por nossas mãos Vos oferece.

Por isto, Senhor, Vos pedimos:
fazei que este círio pascal
consagrado ao Vosso nome,
brilhe sem declínio e afugente as trevas desta noite.

Que o astro da manhã
o encontre ainda aceso,
aquele que não conhece ocaso:

o Cristo ressuscitado dos mortos,
que espalha sobre os homens sua luz e sua paz.
Ele que convosco vive e reina
na unidade do Espírito Santo.

R/. Amén.

 

Ao findar do canto. apagam-se as velas e inicia-se a Liturgia da Palavra. A Liturgia da Palavra é composta de sete leituras do Antigo Testamento, que são como um resumo de toda a História da Salvação. Cada leitura é seguida por um salmo e uma oração relativa a aquilo que foi lido. Depois de concluir estas leituras, é entoado solenemente o Gloria in excelsis Deo (Glória a Deus nas alturas). Os sinos, sinetas e campainhas da igreja devem ser tocados. É a primeira vez que se entoa o "Glória" desde a Quarta-feira de Cinzas, com exceção da Quinta-feira Santa. (No pré-rito Vaticano II, as imagens, que foram cobertas, são revelados neste momento). Uma leitura da epístola aos Romanos é lida, e se segue o canto do Salmo 118. O Aleluia então é cantado pelo celebrante, também de forma muito solene, pois também não é cantado desde o início da Quaresma. Após a celebração da Liturgia da Palavra, a água da pia baptismal é solenemente abençoada e quaisquer catecúmenos e candidatos à plena comunhão são iniciados na Igreja, pelo batismo ou confirmação. Após a celebração destes sacramentos da iniciação, a congregação renova os seus votos batismais e recebem a aspersão da água batismal. A oraçõe dos fiéis (do qual o recém-batizados são agora uma parte) se seguem. Depois da oração, a Liturgia Eucarística continua como de costume, sendo tradição a utilização da Oração Eucarística I, ou Cânon Romano, a mais solene de todas. Esta é a primeira missa do dia da Páscoa . Durante a Eucaristia, o recém-batizados adultos recebem a Sagrada Comunhão pela primeira vez, podendo ou não serem crismados também. De acordo com as rubricas do Missal, a Eucaristia deve terminar antes do amanhecer.

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 14:44
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 2 de Março de 2009

Folha da Paróquia de 1 de Março

Destacamos agora algumas mensagens que o Padre Hélder, nos transmite na folha da paróquia.

 

Arrependei-vos e acreditai no Evangelho

Arco da Velha…?

Leitura do Livro do Génesis (Gen 9, 8-15)

Deus disse a Noé e a seus filhos:

“Estabelecerei a minha aliança convosco, com a vossa descendência e com todos os seres vivos que vos acompanham: as aves, os animais domésticos, os animais selvagens que estão convosco, todos quanto saíram da arca e agora vivem na terra.

Deus disse ainda: “Este é o sinal da aliança que estabeleço convosco e com todos os animais que vivem entre vós, por todas as gerações futuras: farei aparecer o meu arco sobre as nuvens, que será um sinal da aliança entre Mim e a terra. Sempre que Eu cobrir a terra de nuvens e aparecer nas nuvens o arco, recordarei a minha aliança convosco e com todos os seres vivos e nunca mais as águas formarão um dilúvio para destruir todas as criaturas.”

(Arco da Velha Aliança)

 

Salmo Responsorial 24 (25)

Todos os vossos caminhos, Senhor, são amor e verdade para os que são fiéis à vossa aliança.

 

Leitura da Primeira Epístola de São Pedro (1 Pedro 3, 18-22)

…Esta água é figura do Baptismo que agora vos salva, que não é uma purificação da imundície corporal, mas o compromisso para com Deus de uma boa consciência, pela ressurreição de Jesus Cristo, que subiu ao Céu e está à direita de Deus, tendo sob o seu domínio os Anjos, as Dominações e as Potestades.

 

Glória a Vós, Jesus Cristo, Senhor.

Nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.

Glória a Vós, Jesus Cristo, Senhor.

 

 

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos (Mc 1,12-15)

 

Naquele tempo, o Espírito Santo impeliu Jesus para o deserto. Jesus esteve no deserto quarenta dias e era tentado por Satanás. Vivia com os animais selvagens e os Anjos serviam-n´O.

Depois de João ter sido preso, Jesus partiu para a Galileia e começou a pregar o Evangelho, dizendo: «Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. Arrependei-vos e acreditai no Evangelho».

 

Valor e sentido do Jejum

«A Quaresma predispõe-nos para celebrar melhor a Páscoa e deste modo fazer a experiência do poder de Deus que, como ouviremos na Vigília pascal, «derrota o mal, lava as culpas, restitui a inocência aos pecadores, a alegria aos aflitos. Dissipa o ódio, domina a insensibilidade dos poderosos, promove a concórdia e a paz» (Hino Pascal).

 

Na habitual Mensagem quaresmal, gostaria de reflectir este ano em particular sobre o valor e o sentido do jejum.

As Sagradas Escrituras e toda a tradição cristã ensinam que o jejum é de grande ajuda para evitar o pecado e tudo o que a ele induz.

O verdadeiro jejum finaliza-se portanto a comer o «verdadeiro alimento», que é fazer a vontade do Pai (cf. Jo 4,34).

Escreve São Pedro Crisólogo: «O jejum é a alma da oração e a misericórdia é a vida do jejum, portanto quem reza jejue. Quem jejua tenha misericórdia. Quem, ao pedir, deseja ser atendido, atenda quem a ele se dirige. Quem quer encontrar aberto em seu beneficio o coração de Deus não feche o seu a quem o suplica» (Sermo 43; PL 52, 320.332).

 

Jejuar só para emagrecer?

 

Nos nossos dias, a prática do jejum parece ter perdido um pouco do seu valor espiritual e ter adquirido antes, numa cultura marcada pela busca da satisfação material, o valor de uma medida terapêutica para a cura do próprio corpo. Jejuar sem duvida é bom para o bem-estar, mas para os crentes é em primeiro lugar uma «terapia» para curar tudo o que os impede de se conformarem com a vontade de Deus.

 

Recomendações

Precisamente para manter viva esta atitude de acolhimento e de atenção para com os irmãos, encorajo as paróquias e todas as outras comunidades a intensificar na Quaresma a prática do jejum pessoal e comunitário, cultivando de igual modo a escuta da Palavra de Deus, a oração e a esmola.

 

Valorização da Quaresma: Oração, Reconciliação, Missa  

            A Quaresma seja portanto valorizada em cada família e em cada comunidade cristã para afastar tudo o que distrai o espirito e para intensificar o que alimenta a alma abrindo-a ao amor de Deus e do próximo. Penso em particular num maior compromisso na oração, na Eucaristia, sobretudo na Santa Missa dominical. Com esta disposição interior entremos no clima penitencial da Quaresma. (Bento XVI)

 

Da Mensagem dos Nossos Bispos

            O tempo de dificuldade é normalmente também um tempo de maior reflexão. Aliás essas dificuldades nasceram da ausência de espirito quaresmal e das instituições.

 

Páscoa é o centro da nossa vida

 

O objectivo geral da Quaresma é ensinarmos a colocar a Páscoa no centro da nossa vida, da vida da Igreja, de todos os Domingos e dos Sacramentos.

S. Paulo fez deste mistério o centro da sua vida pessoal e das suas comunidades, proclamando que nada mais sabe a não ser Jesus Cristo e Cristo crucificado.

Nas suas cartas Paulo fala da morte e ressurreição como inseparáveis, e ai vai buscar a alegria do Baptismo, a força do Espírito Santo, (Crisma), o segredo da «fracção do pão» (eucaristia), o perdão dos pecados (Reconciliação), o conforto dos doentes, o ministério dos pastores da Igreja (Ordem), a beleza do Matrimónio, a base da virgindade consagrada e do Celibato, a esperança dos Defuntos, o sentido da colecta em favor dos pobres, a coragem no dia-a-dia, a dignidade do corpo, da sexualidade e do matrimónio, a maldade da escravidão, e aí encontrará força para aceitar contrariedades, riscos e fracassos, sentir a paz na doença, nas prisões e no martírio.

 

Por a Cruz de lado?

            A tentação de separar a morte e a ressurreição já existia no tempo de S. Paulo. Eram os inimigos da cruz de Cristo (Filip. 3,18), que sonhavam com uma religião fácil e harmonizada com a sabedoria do mundo, que podemos chamar uma Páscoa sem Quaresma. Sem uma Quaresma de conversão, a Páscoa reduzir-se-ia a uma vulgar festa religiosa e social e o cristão a um homem de romarias, sem oração nem sacramentos, com uma vida de casado sem humildade nem perdão, e uma educação dos filhos sem exigências, a fazer uma catequese sem missa.

Para uma educação da centralidade da integridade do mistério pascal aconselhasse a colocar em relevo, durante a Quaresma, o Crucifixo pascal na casa de família e a venerar os cruzeiros dos lugares públicos. Os pais e educadores estejam atentos aos gestos, desenhos e sentimentos das crianças e ensinem-nas a fazer com afecto o sinal da cruz como sinal de Jesus morto e ressuscitado.

 

A Palavra de Deus sempre    

            Um exercício fundamental na Quaresma é ouvir a Palavra de Deus e, a partir dela, rever a vida pessoal e colectiva e descobrir o sentido dos acontecimentos do mundo, tornando-os redentores.

            O pecado não é um fantasma ao lado da vida, mas são os próprios actos humanos e sociais que se apresentam disfarçados com os nomes civis de crises sociais…

Para despertar a atenção convém colocar de modo visível, no interior de cada casa, uma Bíblia e ler os textos paulinos fundamentais. A seguir rezar mais e melhor, em família e na igreja. Da oração quaresmal farão parte da Missa, a reconciliação e a Via-Sacra.

Outro exercício da Quaresma é a partilha de alguns bens como aqueles que têm menos que nós.

O jejum não é uma dieta de elegância e moda, de estética e desporto, de terapia e moda, de estática e deporto, de terapia ou convalescença, e muito menos desprezo pelo corpo ou sinal de tristeza, mas um gesto de amor às pessoas.

 

Afinidades da renúncia quaresmal

            O produto desta colecta será entregue, em partes iguais, às duas obras diocesanas, ao “Projecto Homem” e à associação diocesana “Via Nova”, dedicadas respectivamente, ao serviço de recuperação de jovens toxicodependentes e à formação de adolescentes em risco.

 

(Mensagem dos Bispos da Diocese de Vila Real – Joaquim Gonçalves e Amândio José Tomás – Bispo Coadjuntor)

 

Via-sacra

Todos são convidados a participar e é necessário que alguns assumam proclamar as leituras e pegar na Cruz e velas. A distribuição que se segue não exclui qualquer outro grupo que deseje participar mais activamente.

 

1.ª Estação – Equipas de N. Senhora

2.ª Estação – Acólitos

3.ª Estação – Ministros da Comunhão

4.ª Estação – 6.ª Catecismo

5.ª Estação – Legião de Maria

6.ª Estação – 7.º Catecismo

7.ª Estação – Escuteiros

8.ª Estação – 8.º Catecismo

9.ª Estação – Cursistas

10.ª Estação – 9.º Catecismo

11.ª Estação – Adoradores do SS.mo

12.ª Estação – 10.º Catecismo

13.ª Estação – Catequistas

14.ª Estação – Grupo de Jovens Emanuel

15.ª Estação – Grupo de Jovens Emanuel

 

Dia 7, sábado às 15 horas, na Igreja Matriz celebração penitencial, com Cinzas e Confissões para Catequistas, catequizandos e pais.

Domingo – 15 horas – Adoração ao SS

Terça – dia 3 – Reunião de Pais do 10.º Catecismo

Sextas – 21 horas – Via-Sacra

Sábado – 17 horas – Vésperas

Sábado – 19 horas – Crismandos Adultos

 

Terminamos por hoje desejando-te uma boa semana e acima de tudo uma boa caminhada na Quaresma, (tempo que se espera para todos de preparação para a Páscoa).

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 16:57
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2009

Jornal Semeando - Fevereiro de 2009

Apresentamos-te agora alguns dos destaques do jornal Semeando, edição de Fevereiro.

 

Caminhando

O jovem que percorre o itinerário quaresmal tem ao seu dispor também as práticas que o caracterizam, três linhas de força e de acção concreta: o jejum, a esmola e a oração.

O Jejum é sinal de que vivemos da Palavra de Deus. Não jejua verdadeiramente quem não se alimenta com a Palavra de Deus.

A esmola é fruto do jejum e das privações com ela relacionadas, levando o cristão a um empenhamento pela justiça e pela reestruturação dos sistemas sociais.

A oração brota igualmente do jejum que faz viver o Homem da Palavra de Deus, que nasce efectivamente da escuta assídua da Sua Palavra e se vive em comunhão. Não é fácil encontrar tempo para esta viagem de conversão e de conhecimento da vontade de Deus a nosso respeito. Há sempre tanto que fazer…e nem sempre a disposição nos ajuda a dar passos até Cristo. Precisamos cair por terra, como Paulo…

Deixar as nossas supostas seguranças e arriscar ter Deus como o tudo da nossa vida.

Aí, o jejum é prova de que procuramos ter a Palavra de Deus como alimento e guia no nosso caminhar.

A esmola é a explosão de uma entrega incondicional ao Senhor, o nosso tudo que nos faz ser tudo para os outros.

A oração é espelho da nossa necessidade de Deus, o canal que nos mantém unidos àquele que caminha connosco.

Encontremos tempo para caminhar com o Senhor! 

 

Na quaresma preparamo-nos:

·         Com a mente que cultiva o pensamento de Deus;

·         Com os olhos que buscam a beleza verdadeira;

·         Com os ouvidos que escutam a Palavra do Senhor;

·         Com a boca que se abre para o louvar e a oração;

·         Com as mãos que usam o tempo como dom de Deus;

·         Com o coração que descobre o amor imenso de Deus.

Conto: Três ideias

O filósofo inglês Bertrand Russel, conversando com os amigos, partilha três ideias práticas e necessárias para a nossa vida.

Primeiro, ter coragem para aceitar, resignadamente, as coisas que não podem ser mudadas. O que não pode ser mudado não nos deve fazer perder o sono.

Segundo, ter coragem para mudar as que se devem mudar, de facto, há muitas coisas que se podem e devem mudar, a começar por nós próprios. Mudar o coração, a mentalidade, as atitudes. A partir destas mudanças de cada um de nós, o mundo irá tornar-se melhor.

A terceira consiste em ter a inteligência indispensável para não confundir nunca umas com as outras. Isto é, não confundir as coisas que não se podem mudar com as que se podem mudar.

 

- Um bom exame de consciência, neste tempo de preparação para a Páscoa do Senhor, ajuda-me a descobrir o que é necessário mudar em mim para ser sempre mais semelhante a Cristo. Procura a graça do perdão no sacramento da Reconciliação, sentirás a força do abraço do Pai que te ama.

Bem-aventuranças de Paulo

Bem-aventurados aqueles que, como Paulo, acreditam que Deus tem um projecto para cada um (Gl, 1,15)

Bem-aventurados aqueles que, como Paulo, sabem agradecer a Deus por todas as coisas (1 Cor 4,7).

Bem-aventurados aqueles que, como Paulo, consideram tudo uma perda, em comparação com o sublime conhecimento de Jesus Cristo (Fl 3,7).

Bem-aventurados aqueles que, como Paulo, nunca sentem ter chegado e correm continuamente em direcção à meta (Fl 3,13)

Bem-aventurados aqueles que, como Paulo, mesmo sendo livres, se fazem servos de todos pelo Evangelho (1 Cor 9,1).

Bem-aventurados aqueles que, como Paulo, têm consciência de ter um grande tesouro em vasos de barro (2 Cor 4,7).

Bem-aventurados aqueles que, como Paulo, aprenderam de todos os modos: na saciedade e na fome, na abundância e na indigência (Fl 4, 12).

Bem-aventurados aqueles que, como Paulo, enfrentam muitas dificuldades para anunciar o Evangelho (2 Cor 11,29).

Jornadas Bíblicas

No dia 17 de Janeiro de 2009, sob a orientação do Sr. Padre Bento, cerca de 50 jovens aceitaram a proposta do Secretariado JEF: correr como S. Paulo até à meta, que é Cristo.

A comunidade do Lar de Nossa Senhora do Amparo, em Mirandela, acolheu com alegria os 47 jovens oriundos dos grupos de Macedo, Pereira, Loivos, Ligares, Freixo de Espada à Cinta, Vilar de Nantes e Torre de Dona Chama.

Foi um dia de descoberta e de conhecimento. O próprio título do encontro a isso sugeria: Jornadas Bíblicas.

De Bíblia na mão e vontade forte no coração, foi-nos proposto: jogar com S. Paulo.

A partir de passagens bíblicas relacionadas com S. Paulo, foram exploradas várias dinâmicas e, seguidamente, actualizava-se toda essa experiência para a nossa vida de cristãos.

Eis algumas dessas sínteses.

Espalhar o Evangelho de Jesus nem sempre é fácil. As vezes temos de superar obstáculos. Mas com ajuda de Jesus e uns dos outros podemos conseguir como Paulo conseguiu.

Deus mudou a vida de Lídia quando Paulo lhe anunciou o Evangelho. Deus pode mudar a vida de todas as pessoas. Só é preciso que cada um deixe. Vamos procurar estar sempre abertos às mudanças que Deus nos oferece.

Todos temos uma responsabilidade de falar aos outros a respeito de Jesus e da sua mensagem de amor e felicidade. Se nos recusarmos a fazer a nossa parte no corpo de Cristo, há pessoas que podem nunca ouvir a palavra de Jesus.

Cada um de nós tem talentos e capacidades diferentes. Mas é mais fácil superar os desafios quando trabalhamos juntos, aproveitando aquilo que cada um tem para dar ao grupo.

Jesus pediu que os seus discípulos produzissem frutos de qualidade. E qualidade é bondade, justiça e verdade.

Todos enfrentamos altos e baixos na vida. Mas a Palavra de Deus não nos deixa desistir; temos sempre deus do nosso lado. Foi essa a experiência de S. Paulo.

Na Igreja todos somos igualmente importantes. Todos temos de colaborar para atingir o objectivo: testemunhar a felicidade de ter Deus na vida.

O momento mais alto foi, certamente, a celebração da Eucaristia no final da manhã, onde, pela simbologia e oração, surgiram compromissos para um seguimento mais consciente de Cristo, tendo a Paulo como exemplo.

O dia terminou com uma oração de envio, onde cada um foi convidado a se colocar com disponibilidade ao serviço da vontade de Deus: Conta connosco Senhor, para anunciarmos o teu amor.

Reflexão

“Assim como uma gota de veneno compromete o balde inteiro, também a mentira, por menor que seja, estraga toda a vossa vida.”

Gandhi

Com os grupos

Na tarde do dia 14 de Fevereiro o Secretariado JEF encontrou-se com os grupos de Freixo de Espada à Cinta e Ligares para um momento de reflexão sobre S. Paulo e o nosso encontro com Cristo Ressuscitado.

Foi um tempo forte de partilha, alegria e encontro. Participaram neste encontro 16 jovens cheios de energia e vontade de crescer na medida de Cristo.

O Secretariado prometeu voltar em breve para que a chama da juventude eucarística não se apague.

Correio

Como eleitos de Deus, santos e amados, revesti-vos, pois, de sentimentos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de paciência, suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se alguém tiver razão de queixa contra outro. Tal como o Senhor vos perdoou, fazei-o vós também. E, acima de tudo isto revesti-vos do amor, que é o laço da perfeição. Reine nos vossos corações a paz de Cristo, à qual fostes chamados num só corpo. E sede agradecidos. A palavra de Cristo habite em vós com toda a sua riqueza: ensinai-vos e admoestai-vos uns aos outros com toda a sabedoria; cantai a Deus, nos vossos corações, o vosso reconhecimento, com salmos, hinos e cânticos inspirados. E tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando graças por Ele a Deus Pai.

(Cl, 12-17) 

A carta de Paulo que chegou ao nosso correio vem mesmo a propósito…

Em tempo de Carnaval, é preciso pensar num disfarce divertido e interessante para gozar o evento.

Para Paulo, não há disfarces. Ele convida-nos a utilizar revestimentos estranhos: a misericórdia, a bondade, a humildade, a mansidão e a paciência. E ele continua falando de um revestimento que reúne todos estes: revesti-vos do amor que é o laço da perfeição.

Será que na caminhada da vida, nas situações concretas do meu viver, estou disposto a vestir apenas o amor e deixar de lado todos os sentimentos de ódio e de rancor?

Este vestuário espiritual que me deve acompanhar é sinal do perdão de Deus e compromisso para, também eu, perdoar e ser agradecida.

Porquê tantos disfarces? Porquê fugir à minha verdadeira identidade: a semelhança com Cristo?

Se sou semelhante a Ele, todo o meu revestimento deve falar Dele.

Terei coragem de mostrar aos outros, por aquilo que faço e sou, a misericórdia, a bondade, a humildade, a mansidão, a paciência e o amor de Cristo?

Oração

Conduz-me, Senhor, para o deserto do meu dia-a-dia. E aí acompanha-me com o teu Espírito porque, rodeado de tanta azáfama – a começar pela que há dentro de mim – sabes o difícil que é concentrar-me em Ti e, portanto, preciso da luz do teu Espírito. Vem Espírito Santo!

Vem iluminar o meu deserto!

Vem recriar o meu viver!

Vem ajudar-me a conhecer a verdade da palavra!

Vem fortalecer-me para vencer os meus medos!

Vem segredar-me a Tua vontade!

Terminamos os destaques da última edição do jornal Semeando, não sem antes deixarmos algumas datas referentes ao início da Quaresma:

Quarta-feira de Cinzas:

·         Eucarística às 8:00 horas e 18:00 horas na Igreja Matriz, (sendo que depois da Eucaristia da manhã e da Eucaristia das 18:00 horas segue-se um momento de reconciliação/confissão, para quem quiser).

·         A partir de sexta-feira, dia 27 de Fevereiro, inicia-se o período de jejum, (abstinência de alguma coisa que para cada pessoa é um grande prazer, é um dia que podemos dedicar também a alguma oração).

·         Também a partir desta sexta-feira inicia-se na Igreja Matriz, pelas 21 horas a Via Sacra, onde cada grupo da Paróquia se responsabiliza pelas leituras e pegar nas velas e cruz em cada estação, (quanto à disposição dos grupos na Via Sacra, em breve divulgaremos a ordem e a importância que a Via Sacra).

 

Até amanhã com mais novidades….

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 11:05
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
BlogBlogs

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Jornal Semeando de Fevere...

Destaques da Páscoa na no...

Folha da Paróquia de 1 de...

Jornal Semeando - Feverei...

Arquivos

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Links

On-line

online

Visitas


View My Stats
blogs SAPO

subscrever feeds