Add to Technorati Favorites
Quarta-feira, 31 de Dezembro de 2008

DESEJOS DE UM BOM ANO DE 2009

 

Olá! Hoje é o último dia deste ano que o blog do Grupo de Jovens Emanuel traz aqui mais uma mensagem. Para o próximo ano haverá mais mensagens sobre o ano de actividades do nosso grupo de jovens.

Para o primeiro ano em funcionamente, o blog do nosso grupo de jovens tem superado as espectativas, estamos perto de atingir dez mil visitas num ano.

As duas razões que nos levaram a criar este blog e o por a funcionar, são simples e importantes:

- divulgar o nosso grupo de jovens à comunidade da cidade de Chaves, do país e ao mundo, (através da divulgação no blog das nossas orações, músicas, fotos, descrição das nossas reuniões semanais, notícias da nossa paróquia - Paróquia de santa Maria Maior e também notícias da Igreja católica no mundo);

- a segunda razão também importante, é de lembrar todas aquelas pessoas que ajudarm o grupo de jovens a crescer na caminhada com Jesus Cristo. Foram muitos os jovens que passaram pelo grupo desde a criação do grupo - 1992 até hoje. Todos eles cresceram e enriqueceram o grupo e a si mesmos; por isso semanalmente apresentamos no blog, no tema Momentos, vídeos de actividades que já se fizeram no grupo, mensagens de jovens que já passaram pelo grupo e outras coisas, de forma a lembrar e agradecer todo op contributo que cada jovem deu ao grupo.

Perante estas duas razões, o blog conseguiu todas as semanas dar a conhecer o grupo e ao mesmo tempo, que foi recebendo o feed-back das pessoas que íam visitando o blog, (deixando mensagens e fotos sobre cada tema lançado no blog).

A todas estas pessoas o grupo de jovens promete continuar no próximo ano trazer mais notícias do nosso grupo de jovens.

O maior desejo que o nosso grupo de jovens pede é conseguir ter no próximo ano mais jovens no grupo, que o possa enriquecer e poder com isto voltar a fazer mais actividades na comunidade paroquial; pois actualmente temos poucos jovens.

Despedimo-nos por este ano, com este poema de Vitor Hugo.

 

 

DESEJO


"Desejo primeiro, que você ame,
e que amando, também seja amado.

E que se não for, seja breve em esquecer
e esquecendo não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim,
mas se for, saiba ser sem desesperar.

Desejo também que tenha amigos,
que mesmo maus e inconseqüentes,
sejam corajosos e fiéis,
e que em pelo menos num deles
você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim,
desejo ainda que você tenha inimigos;
Nem muitos, nem poucos,
mas na medida exata para que, algumas vezes,
você se interpele a respeito
de suas próprias certezas.

E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil,
mas não insubstituível.

E que nos maus momentos,
quando não restar mais nada,
essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante;
não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
mas com os que erram muito e irremediavelmente,
e que fazendo bom uso dessa tolerância,
você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você, sendo jovem
não amadureça depressa demais,
e que, sendo maduro, não insista em rejuvenesce
e que, sendo velho, não se dedique ao desespero.

Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e
é preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo, por sinal, que você seja triste;
não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra
que o riso diário é bom;
o riso habitual é insosso e o riso constante é insano.

Desejo que você descubra,
com o máximo de urgência,
acima e a despeito de tudo, que existem oprimidos,
injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.

Desejo ainda que você afague um gato,
alimente um cuco ou ouça o joão de barro
erguer triunfante o seu canto matinal;
porque assim, você se sentirá bem por nada.

Desejo também que você plante uma semente,
por mais minúscula que seja,
e acompanhe o seu crescimento,
para que você saiba de quantas
muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
coloque um pouco dele
na sua frente e diga "Isso é meu",
só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum de seus afetos morra,
por ele e por você,
mas que se morrer, você possa chorar
sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo por fim que você sendo um homem,
tenha uma boa mulher,
e que sendo uma mulher,
tenha um bom homem
e que se amem hoje, amanhã e no dia seguinte,
e quando estiverem exaustos e sorridentes,
ainda haja amor para recomeçar.

E se tudo isso acontecer,
não tenho mais nada a desejar."

 

ABRAÇOS GRANDES DE TODOS OS JOVENS, IRMÃ EFIGÉNIA E PADRE HÉLDER PARA TI... 

Publicado por gjemanuel-chaves às 14:41
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2008

Projecto - O Ninho

Olá! Hoje apresentamos-te mais um projecto que tem como objectivo ajudar os outros, (pessoas que necessitam de ajuda).

O tema, Projectos surgiu desde a criação do blog do grupo de jovens, para necessidade de divulgar grupos, associações ou ordens religiosas católicas, que tem como missão ajudar os outros, (podem ser crianças, adultos ou idosos).

Neste tema preocupamo-nos em divulgar um pouco sobre cada projecto, a sua missão e como se pode ajudar nesse projecto.

O projecto que te apresentamos hoje, é da Instituição o Ninho.

O Ninho é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, que tem por objectivo a promoção humana e social de mulheres vítimas de prostituição.
O Ninho conhece, analisa e intervêm na prostituição de rua e noutros locais de prostituição, nomeadamente em: pensões, bares de espera, bares de alterna, hotéis de cinco estrelas, casas de passe fechadas, casas de massagens, agências, bares de luxo.
O Ninho, ao longo dos anos, tem tido uma intervenção séria e coerente na denúncia da prostituição, das suas causas e consequências.

Parte do conhecimento adquirido ao longo de quase quatro décadas de trabalho directo com pessoas prostituídas e da troca de experiências com organizações congéneres da Europa e do Brasil.

 

Princípios de “O Ninho”

 

Que a prostituição é uma violação dos Direitos Humanos, uma exploração que decorre das injustiças e desigualdades sociais (entre homens e mulheres, ricos e pobres, adultos e crianças).
Que não se combate a prostituição com medidas coercivas, mas por uma política social global, uma transformação das estruturas e uma mudança de mentalidades.
Que é uma empresa comercial gigantesca que despreza a dignidade humana em nome da rentabilidade financeira.
Que não se proíba a prostituição, mas sim que se reprima realmente o proxenetismo organizado.
Que legalizar a prostituição, é legalizar máfias e organizações criminosas, que traficam crianças, mulheres e jovens tornando-os escravos dos tempos modernos, apoiando a violência institucionalizada pelo Estado, tornando-o proxeneta pactuando com criminosos.

 

Metodologia Contrato-Afecto

Os serviços vão sendo estruturados de acordo com as solicitações feitas pelas mulheres e com a aprendizagem que os técnicos foram fazendo ao longo do seu percurso de trabalho directo com as mulheres.
 

Conhecemos a origem social das mulheres e dos clientes.

Conhecemos os proxenetas (os companheiros, como elas dizem)

Conhecemos mulheres que foram traficadas, vendidas para certos países.

O tráfico de mulheres é organizado por associações criminosas.

 

Contrato Afecto

O Ninho faz o acompanhamento social das mulheres e seus agregados familiares, que buscam caminhos de mudança e que se traduz num processo metodológico de uma relação contratual, que exige uma relação de proximidade e uma relação afectiva (envolvimento emocional controlado) entre os técnicos de O Ninho e as mulheres prostituídas.

 

A História

 

O Ninho foi fundado em Portugal em 1967, seguindo o modelo de O Ninho francês criado em Paris pelo Padre André Marie Talvas, em 1936.

A história de O Ninho insere-se assim na história do trabalho de colaboração entre os Movimentos do Ninho da França, da Bélgica (1980), do Brasil e de outras organizações e movimentos que trabalham directamente com pessoas prostituídas.

O Ninho nasce a partir das necessidades sentidas pelas mulheres prostituídas e estrutura uma metodologia de intervenção que se vai adequando às realidades.

Conhecer o meio prostitucional e os seus agentes foi o início de uma intervenção inovadora que, na década de sessenta poucas pessoas compreendiam.

 

Intervenção Comunitária Justificada  

A economia tornou-se global e as pessoas já não são recrutadas apenas na periferia das grandes cidades ou nas zonas pobres de Portugal.

Já não são só as filhas de portugueses pobres que se prostituem. O campo de recrutamento cresceu. Hoje, em diversos locais da cidade, multiplicam--se jovens africanas, asiáticas, brasileiras, da América Latina, da Europa de Leste que sofrem diante dos nossos olhos a forma mais violenta de escravatura.

O Ninho, desde 1989, tem vindo a alertar para os perigos da globalização das redes de proxenetismo que traficam jovens, mulheres e crianças para a indústria global do sexo.

 

FEDIP - Federação Europeia para o Desaparecimento da Prostituição  

O Ninho é membro fundador, em 1992, conjuntamente com a França, a Bélgica e a Espanha, da Federação Europeia para o Desaparecimento da Prostituição (FEDIP).

A FEDIP toma posição pública face à problemática da prostituição”não se facilita nem se regulamenta uma escravatura. Visa-se o seu desaparecimento.”

A adesão à FEDIP está aberta às Associações que:

•  Trabalhem na esfera da prevenção e para o desaparecimento da prostituição;
•  Estejam em contacto e acompanhem as pessoas que se prostituem ou que deixaram a prostituição;
•  Tenham uma acção efectiva sobre as causas da prostituição, em solidariedade com as pessoas prostituídas.

 

Informação

O Serviço de Informação informa a população em geral da problemática da prostituição, suas causas e consequências.

Combate a mentalidade vigente face à prostituição.

Denuncia as desigualdades de oportunidades e injustiças sociais que se encontram nas causas da prostituição.

Sensibiliza os poderes públicos de modo a empenhá-los e comprometê-los na tomada de medidas concretas que permitam o desaparecimento da prostituição como problema social.

 

Trafico de mulheres para exploração sexual

Prostituição é a efectivação de práticas sexuais, hetero ou homossexuais, com diversos indivíduos e remuneradas, num sistema organizado.

O meio prostitucional funciona como um mercado de oferta e de procura. Oferta por parte da mulher que se vende, procura por parte do homem que a compra. Este é o caso mais simples, mas o mais raro. Na maioria dos casos (oito ou nove em cada dez), segundo observadores na Europa, intervém uma terceira pessoa:

- o organizador e explorador do mercado, o chulo ou proxeneta, o proprietário de casas fechadas, salões de massagens, fornecedor de quarto de hotel ou de estúdios ... (Relatório de Jean Fernand Laurent, a pedido da ONU, 1983).

 

Esperança na mudança

 

As oficinas de O Ninho têm por objectivo promover a transição do meio prostitucional para o mundo do trabalho de mulheres prostituídas, através da aprendizagem e do treino ao trabalho.

Os produtos confeccionados nas oficinas, são vendidos e o produto dessa venda reverte a favor das mulheres.

Este artesanato pode ser adquirido directamente nas oficinas situadas na Rua Luciano Cordeiro nº 59 4º 1150-212 Lisboa Telefone/Fax: 213527444 das 9h às 12.30 e das 14h às 17.30, ou no Quiosque de O Ninho que fica na Av. 5 de Outubro (frente à Maternidade Dr. Alfredo da Costa) das 11.30 às 17h.

 

Como Ajudar

 

Todas as pessoas podem ajudar o "NInho" através de um donativo bancário, todas as contribuições ajudam a que os projectos lançados pelo Ninho possam ser concretizados, ajudando mais e melhor as mulheres a saírem da Prostituição.

 

Em 2003 esta Associação recebeu da Assembleia da República o Prémio Direitos Humanos.

 

Deixamos, como habitual os contactos desta associação, para alguma dúvida ou poder ajudar de outra forma esta Associação:

Associação "O Ninho"

Rua Luciano Cordeiro nº 59 4º
1150-212 Lisboa
Telefone/Fax: 213527444
Telefone: 213530273

e-mail: geral@oninho.pt

Site: www.oninho.pt

 

P.S.: Em breve partilharemos contigo todas as orações do grupo, de forma semanal e também o cancioneiro completo, (com todas as músicas que cantamos na Missa das 11.30 na Paróquia de Santa Maria Maior). Pois neste momentos estamos a informatizar toda a documentação do grupo. Agradeçemos a tua compreensão.

Pedimos desculpa por no último domingo não apresentarmos notícias sobre a Reunião Semanal do grupo, mas esta não se realizou, combinamos antes para o domingo seguinte, dia 4 de Janeiro de 2009; já a pensar nas actividades a realizar durante o ano.

 

Até amanha com mais novidades.

Publicado por gjemanuel-chaves às 14:44
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Sábado, 27 de Dezembro de 2008

Convívo no Centro Paroquial de Chaves

Olá! Para terminar esta semana, deixamos aqui duas fotos, de um convívio realizado no Centro Paroquila de Chaves, (no Centro Paroquial da Lapa).

Esse encontro presumesse que já tenha alguns anos, pois na altura ainda andava no grupo o Luís Maia e outros jovens que aparecem nas fotos.

Peço a ajuda, aos jovens que já passaram pelo grupo, para identificar qual o encontro, os jovens que aparecm nas fotos e a data do mesmo encontro.

 

Os apresentadores do "espectáculo"

 

 

Convívio...

 

 

 

Espero que tenhas gostado desta pequena surpresa...

Amanhã traremos aqui a Mensagem do Papa Bento XVI, no habitual Angelus.

Publicado por gjemanuel-chaves às 11:04
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 25 de Dezembro de 2008

Bom Natal - Presépio da Igreja Matriz

Olá! Para esta quadra festiva, de celebração do nacimento do Menino Jesus deixamos-te aqui algumas imagens dos Presépios da nossa Paróquia de Santa Maria Maior - Igreja Matriz.

 

As duas primeiras fotos que se seguem, são do presépio que se enoncontra á frente do Altar Principal da Igreja Matriz.

Este presépio é diferente dos anos anterior, pois tem como motivos o Ano Paulino: Na imagem podem-se ver os livros - Cartas escritas por São Paulo, e no centro encontra-se Maria, José e o Menino Jesus, representados.

 

 

 

As imagens que se seguem são do Presépio que se encontra no exterior da Igrje Matriz, (numa antiga entrada da Igreja, que tem grades de ferro actualmente).

 

 

 

Os presépios que viram, foram feitos pelas Irmãs Elisabete e Efigénai. O presépio exterior foi feito com materiais reciclados e esteve à pouco tempo na expoisção de presépios em Chaves.

 

Terminamos a mensagem de hoje, desejando a todos a continuação de um Excelente Natal para Todos, com a alegria de Jesus renascido em nós.

Um grande abraço do Grupo de Jovens Emanuel para TI em especial...

 

Até amanha com mais novidades...

Publicado por gjemanuel-chaves às 10:39
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 23 de Dezembro de 2008

Missas de Natal na Igreja Matriz

Terminamos a nossa mensagem de hoje, com a informação indispensável sobre o ho´rário das Missas de Natal

 

Dia 24:

- 08:00 horas

 

Dia 25:

- 00:00 horas

- 10:00 horas

- 11:30 min.

- 18:00 horas

 

 

O Grupo de Jovens Emanuel deseja a todas as pessoas as pessoas que visitam e enriquecem este blog, (através das suas visitas diárias e participaçãos nos temas lançados no blog); também ao nosso Pároco - Padre Hélder, Irmã Efigénia, (que nos acompanha e guia no grupo de jovens) e ainda todos aqueles jovens que passaram pelo grupo e que o enriqueceram, (o grupo não os esquece).

 

P.S.: Amanhã traremos aqui algumas imagens do Presépio de Natal da Igreja Matriz, (a nossa Paróquia) e que este ano é diferente e original.

 

Até amanhã....

Publicado por gjemanuel-chaves às 23:40
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Mensagem do Padre Hélder para o Natal

 

Deixamos agora a Mensagem do nosso Pároco, Padre Hélder Sá para o Natal:

 

"O Natal começou no coração de Deus.

Só esá completo, quando alcançar o coração do Homem.

Deixemo-nos tocar pela  ternura do Deus Menino - Jesus, para termos um santo Natal"

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 23:36
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Introdução à Bíblia - 4

Trazemos aqui mais um pequeno texto, de continuação sobre a história da Bíblia. Espero que estejam a gostar deste tema, mas que acima de tudo estejam a aprender.

 

Revelação Progressiva

 

Além da marca histórica, é preciso ter em cnta também o processo da Revelação progressiva. Deus não se deu a conhecer a si mesmo de uma só vez; mas pouco a pouco conforme a capacidade de compreensão do popvo. E o mesmo se pode dizer no que respeita ao modo de vida que lhes ia pedindo. Deus como bom Pai, adapta-se à maneira de ser e de entender de seus filhos, e a partir da sua realidade s vais fazendo caminhar pouco a pouco para Ele.

 

Deus sabe donde parte e aonde quer chegar. E neste caminhar sabe ir lentamente ao ritmo de seus filhos, corrigindo-os e animando-os, mas respeitando sempre a liberdade que lhes deu desde o príncipio. Por isso é tão importante discernir a quem e em que momento de suas vidas dirigiu cada palavra sua. Deus adapta-se com amor e respeito a cada circusntância. Por isso não se podem tirar receitas das suas Palavras.

A Bíblia não se pode tomar como um receituário onde buscar soluções fáceis para os nossos problemas.

 

Para descobrir um pouco a vontade de Deus sobre algum problema importante das nossas vidas é preciso deitar um olhar a todo o processo de revelação bíblica acerca do assunto proposto. A Bíblia explica-se com a Bíblia. Não se pode tirar um texto bíblico do seu contexto histórico e do processo de revelação em que se produziu. Tudo está entrelaçado, apoiado na revelação anterior e como base dos passos que se seguem. Cada passagem forma parte de uma engrenagem de uma imensa fábrica, cujo fim é produzir a luz e a força da Palavra de Deus. Mas se separamos uam peça de engrenagem da cadeia de revelação, por muito brilho que se lhe dê, ainda que a ponhamos como adorno na floreira da mesa central, jamais poderá produzir a luz e a força que está chamada a gerar.

 

NInguém pode conhecer uma pesoa através de um tubo estreito.Veria unicamente o nariz ou o dedo. Seria injusto dizer que essa pessoa é só o nariz porque só viu isso. É preciso olhar a pessoa completa para poder dizer que a conhece. O mesmo se passa com a Bíblia. Por uma citação isolada não se pode dizer que se conhece a vontade de Deus. É preciso olhar o horizonte da revelação com amplitude, desde o príncipio até ao fim.

 

Devemos ir conhecendo a ordem em que se foi escrevendo a Bíblia, de modo que possamos distinguir que profeta foi antes ou depois, ou que parte dos livros históricos se fizeram antes ou depois de outros. Assim saberemos respeitar a pedagogia de Deus, que foi comunicando a sua revelação pouco a pouco, segundo a capacidade de entendimento do seu povo.

Uma lição apoia-se noutra e não dá o mesmo vê-las em qualquer ordem. É util, por exemplo, ao falar do casal humano, saber que primeiro se escreveu o Génesis 2, no qual se afirma qua a mulher é semelhante ao homem em dignidade; e quatro séculos mais trade, depois de passar pela mensagem dos profetas, se escreveu Génesis 1, onde se afirma que os 2, homem e mulher, se assemelham a Deus. Para entender o processo de dignificação da mulher realizado na Bíblia é preciso ver as passagens sobre este tema na ordem em que forma revelados e cotejando-os com a mentalidade de cada época. E o mesmo com qualquer outro tema.

 

Jesus como cnetro e como meta

 

A Bíblia, assim, em todo o seu processo, com Jesus como centro e como meta, tem que chegar a ser espelhoo das nossas vidas. É o mesmo espelho em que se viram os nossos antepassados na fé. Nós procuramos ver-nos nele, iluminados pelo mesmo sol da fé que os ilumina a eles.

 

Os Géneros Literários em Geral

 

Não é a mesma coisa ler um livro de poesias, de história ou novela, obra de teatro, uma carta ou um código de lesi. Diante de cada um tomammos uma atitude diferente. Seria um grave erro ler uma novela tornando-a à letra, como se fosse uma história realmente acontecida; e julgaríamos loucos o que quisesse tomar como léis civis os entusiamos românticos de umas poesias de amor. Pois este erro e esta locura cometemo-la com frequência quando lemos a Bíblia, como se tudo estivesse escrito na mesma classe de género literário. Uma coisa é a linguagem expressa num livro de profecias e outra o que usa um livro de leis como o Levítico. Se se trata de um livro de género poético , como os Salmos não podemos tomar as suas palavras do mesmo modo que as de os géneros literários são, pois, as diversas formas em que pode expressar-se o autor ao escrever, conforme a intenção que procura com o seu escrito. Todos nós usamos diversos géneros literários conforme a nossa intenção. Assim, o namorado dirige-se à namorada duma forma muito distinta da que usa uma jornalista que dá uma informação, ou a forma como um médico prescreve uma receita.

 

Quando um escritor quer transmitir uma mensagem reflecte primeiro sobre a forma literária que deve usar para conseguir este objectivo. No caso de um cientista, por exemplo, é enorme a diferença entre escrever um artigo para uma revista cientifca ou para uma página de jornal.

 

Na literatura os resultados são radicalmente distintos conforme se desenvolve um tema em modo de poesia, de teatro, de novela, de fábula ou de história. Cada uma dessas formas ou géneros literários tem as sua próprias normas, que não se podem aplicar indiferentemente para qualquer tema. Tem que haver uma correspondência entre o tema e a forma. Um assunto criminal, por exemplo, encaixa bem numa forma narrativa de novela, mas não certamente na forma de uma poesia romântica.

Cada forma literária tem a sua forma de apresentar a realidade. POr isso o leitor aborda os livros com distinta expectativa, segundo a forma literária em que forma escritos. Uma novela romântica lê-se com uma expectativa distinta como se lê um livro de história, porque cada forma de linguagem aborda, a seu modo, a realidade. Ninguém espera que as personagens da novela tenham vivido realmente; ou se trata de uma novela histórica, que as personagens tenham dito e feito na realidade aquilo que dizem e fazem na novela. As nossas esperanças são distintas diante de uma colecção de refrães, uma lenda épica, um conto ou uma série radiofónica. Umas e outras são formas literárias de captar e expressar a realidade, mas cada qual a seu modo.

 

(Informações da Folha da Paróquia de Santa Maria Maior - Chaves) 

Publicado por gjemanuel-chaves às 22:50
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?

4.º Domingo do Advento

Olá! Só hoje nos é possível actualizar o blog com as notícias relactivas a domingo na Paróquia.

Quanto á reunião semanal do grupo, esta não se realizou, ficando combinado que a oração será no domingo seguinte, feita pela Rita.

Hoje deixo-te as principais informações da nossa Paróquia.

 

Tema do 4.º Domingo do Advento

 

Leituras de Domingo:

- 2 Samuel 7, 1-16

- Salmo 89

 

Cantarei eternament as misericórdias do Senhor

- Romanos 16, 25-27

- Lucas 1, 26-38

 

- Romanos 16, 25-27:

"aquele que tem o poder para ver tornar firmes, de acordo com o Evangelho que anuncio pregando Jesus Cristo, segundo a revelação de mistério que foi mantido em silêncio por tempos eternos, mas agora foi manifestado e, por meio dos escritos proféticos, de acordo com a determinação do Deus eterno, levado ao conhecimento de todos os gentios, para os levar à obediência da fé, ao único Deus sábio, por Jesus CRisto, a Ele a glória pelos séculos! Ámen.

Publicado por gjemanuel-chaves às 22:22
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2008

Mensagem de José Fonseca

Aqui fica uma mensagem de João Fonseca, um jovem que passou pelo nosso grupo de jovens a alguns anos  e que o ajudou muito.

O Fonseca participou no 1.º e 2.º Festival Diocesano da Canção.

"Olá!

Sobre o vosso artigo datado de Quinta-feira, 12 de Junho de 2008

Foi com grande emoção que li este pequeno artigo sobre o Grupo Emanuel e a sua participação no festival de 98 em Chaves. Apesar de ter sido publicado há já algum tempo, só agora o vi.

O nome Emanuel é o nome do grupo de jovens, mas o nome do grupo musical, deste grupo de jovens, era "Ad Gloriam", (Caminho para a Glória). Este grupo era constituido por 8 elementos: Silvia na voz, Augusto na voz, Artur na voz (coros) e saxofone, Ricardo na guitarra solo, Miguel na guitarra ritmo, Eduardo na guitarra baixo, Beto na bateria e Fonseca nas teclas (autor da música para o poema "Brisa Fulgente"). O autor desse poema é o agora Pe. João Luis.

Este grupo, Ad Gloriam, concorreu apenas a mais um festival com a canção "Abba Pai!", tendo na sua terceira vez cancelado por um dos elementos se ter ausentado para o estrangeiro e o grupo não se sentir seguro. A canção chamava-se "Verbo Escondido". Tive pena, pois tudo estava preparado e ensaiado.

Mas este grupo não se ficou só por festivais. Fez algumas apresentações em encontros de jovens e de solidariedade. Deste grupo, alguns elementos formaram um segundo, que estava ligado aos Ad Gloriam, de seu nome EsKapas. Era um pequeno grupo de fado.

Mas este grupo nunca chegou a acabar. Ele ainda está bem vivo, pois as musicas que este grupo fez estão todas a ser editadas e reeditadas para ficarem em CD, entre elas encontram-se, claramente, as três que se fizeram para os festivais. Por esse motivo, de vez em quando, alguns dos elementos encontram-se para darem continuidade a esse pequeno projecto, inclusive já alguns elementos novos, do grupo de jovens, participaram em algumas gravações há uns anos atrás. Está demorado, é certo, mas isso devesse ao factor distância e trabalho."

 

A este jovem João Fonseca, o grupo só lhe tem que agradecer, em tudo o que ele ajudou na caminhada do grupo.

Esperamos ter no futuro mais jovens com um espírito tão bom ou ainda melhor, como aqueles jovens que passaram pelo grupo e que o enriqueceram.

Publicado por gjemanuel-chaves às 10:26
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2008

Reflexão sobre o Advento...3.º semana

Advent 3 - Mary reads up on home birthing which proves to be a good thing

 

Mateus 1:18-25

Maria lê a respeito da gestação o que prova ser uma boa coisa, Jan Hynes, 2002

Lírios são símbolos de fertilidade e pureza. O que o artista queria dizer aqui?

E a respeito das Mangas e seus frutos?

O quão José é central na história? Qual seu papel?

Qual a perspectiva dessa pintura?

Há alguma coisa que você precise relaxar para esperar? Acenda uma vela a cada dia para se lembrar a respeito.

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 12:34
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2008

Momentos XI - Préspios de Natal

Olá! Hoje fica aqui um vídeo sobre a exposição que está a decorrer em Chaves, no Espaço da ADRAT e que é organizada pelo Centro Paroquial de Chaves.

Esperamos que gostem....e não deixem de visitar esta bela exposição.

 

 

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 09:51
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

Poema - "Hoje é dia..."

Olá! Deixamos-te aqui um belo poema sobre o Natal. Este poema faz parte da oração do domingo passado, (feita pela Rita) e que só hoje foi possível colocar no blog.

 

Poema

 

"Hoje é dia de era bom

É dia de passar a mão pelo rosto das crianças

De falar e de ouvir com mavioso tom,

De abraçar toda a gente e de oferecer lembranças

 

É dia de pensar nos outros – coitadinhos – nos que padecem

De lhes darmos coragem para poderem continuar a aceitar a sua miséria

De perdoar aos nossos inimigos, mesmo aos que não merecem

De meditar sobre a nossa existência, tão efémera e tão seria.

 

Comove tanta fraternidade universal.

É so abrir o rádio e logo um coro de anjos,

Como s de anjos fosse,

Numa toada fosse,

De violas e banjos,

Entoa gravemente um hino ao Criador.

E mal se extinguem os clamores plangentes,

A voz do locutor

Anuncia o melhor dos detergentes

 

De novo a melopeia inunda a Terra e o Céu

E as vozes crescem num fervor patético.

(Vossa Excelência verificou a hora exacta em que o menino Jesus nasceu?)

Não seja estúpido! Compre imediatamente um relógio de pulso antimagnético).

 

Torna-se difícil caminhar nas preciosas ruas.

Toda a gente se acotovela, se multiplica em gestos, esfuziante.

Todos participem nas alegrias dos outros como se fossem duas ~

E fazem adeuses enluvados aos bons amigos que passam mais distante.

 

Nas lojas, na luxúria das montras e dos escaparates,

Com subtis requintes de bom gosto e de engenhosa dinâmica,

Cintilam, sob o intenso fluxo de milhares de quilovates,

As belas coisas inúteis de plástico, de metal, de vidro e de cerâmica.

 

Os olhos acorrem, num alvoroço liquefeito,

Ao chamamento voluptuoso dos brilhos e das cores.

É como se tudo aquilo nos dissesse directamente respeito,

Como se o Céu olhasse para nos e nos cobrisse de bênçãos e favores

 

A Oratória de Bach embruxa a atmosfera do arruamento.

Adivinha-se uma roupagem diáfana a desembrulhar-se no ar.

E a gente, mesmo sem querer, entra no estabelecimento

E compra – louvado seja o Senhor! – o que nunca tinha pensado comprar.

 

Mas a maior felicidade é a da gente pequena.

Naquela véspera santa

A sua comoção é tanta, tanta, tanta,

Que nem dorme serena.

 

Cada menino

Abre o olhinho na noite incerta

Para ver se a aurora já está desperta.

De manhãzinha, salta da cama

Corre à cozinha mesmo em pijama

Ahhh!

Na branda macieza

Da matutina luz

Aguarda-o a surpresa

Do Menino Jesus.

 

Jesus, o doce Jesus,

O mesmo que nasceu na manjedoura,

Veio pôr no sapatinho do Pedrinho

Uma metralhadora

 

Que alegria

Reinou naquela casa em todo o santo dia”

O Pedrinho, estrategicamente escondido atrás das portas,

Fuzilava tudo com devastadoras rajadas

E obrigava as criadas a caírem no chão como se fossem mortas:

Tá-tá-tá- tá-tá- tá-tá- tá-tá- tá-tá

 

Já está!

E fazia-as erguer para de novo matá-las.

E até mesmo a mamã e o papá fingiam que caíam crivados de balas

 

Dia de Confraternização Universal,

Dia de Amor, de Paz, de Felicidade,

De Sonhos e Venturas.

É dia de Natal.

Paz na Terra aos Homens de Boa Vontade.

Glória a Deus nas Alturas."

Espero que tenhas gostado. e que para ti o Natal tenha um pouco de cada coisas que nos transmite o poema.

Se tiveres alguns poemas, orações de natal e outras coisas sobre esta época em que se festeja o renascimento de Jesus CRisto em nós, envia-nos para o blog ou seguinte e-mail: Mvbl@sapo.pt.

Até amanha com mais surpresas...

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 13:12
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 15 de Dezembro de 2008

Músicas tradicionais de natal

Olá! Hoje deixamos-te aqui um pequeno vídeo com uma música tradicional de Natal.

Espero que gostem....

 

 

 

Desejos de um Bom DIA Para TI...
Publicado por gjemanuel-chaves às 10:56
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Domingo, 14 de Dezembro de 2008

Introdução à Bíblia - 3

As principais épocas em que se escreveu a Bíblia

 

A maior parte dos escritos que hoje compõem a Bíblia, foi escrita em épocas de crise e de transição do povo de Israel. Nos momentos fifíceis intensificava-se a reflexão sobre o passado em busca da sua identidade, querendo assim ser fiéis à sua condição de Povo de Deus, de modo que pudesse ajudá-los a revitalizar e comunicar essa consciência. Assim se explicam, em grande parte, as contradições, as repetições e as inexactidões históricas e culturais; é que o interesse principal dos escritos não era a exactidão fotográfica.

Os escritos eram como pontes construídas sobre a corrente da vida do povo. Mas a corrente da vida não se detém debaixo da ponte das reflexões que os homens constroem sobre ela. Os escritos foram nascendo ocasionalmente, conforme caminhava a corrente da vida, precisamente nos momentos mais difíceis dela, para poder observar melhor a direcção da corrente e ir compreendendo o rumo que tomava. Assim se tornava cada vez mais claro e transparente o desígnio de Deus na história do povo que estava na mão de Deus, orientado por Ele para um futuro certo.

 

Quais épocas?

 

Estas épocas prinicipais nas que se fixou por escrito a vida e a fé do povo do Antigo Testamento foram as seguintes:

1. Reinados de David e Salomão, (1000-940, que marcou a transição da confederação de tribos para um governo monárquico e a passagem lenta da vida nómada para a sedentária e agricola.

2. Reinado de Ezequias, (716-687), marcado pela crise do reino de Judá, depois da separação da Samaria em 722, que provocou um movimento geral de reformas.

3. O tempo à volta do exílio de Babilónia (587-538). Foi a pior crise da sua história. O pov perdeu todos os apoios tradicionais da sua fé e viu-se obrigado a elaborar a sua fé segundo a nova realidade.

Precisamente por isso a época de mais rica elaboração literária. Nestes anos fez-se a redacção definitiva das tradições orais já seculares.

Há também outros tempos de crise, quando se escreveram outros livros da Bíblia, como por exemplo, a época da perseguição de Antíoco IV, durante o século II a. C. Algo parcido se passou também com o Novo Testamento. Há como que dois núcleos de escritos que se escrevem à volta da destruição do templo de Jerusalém no ano 70 e durante a perseguição de Dominiciano nos anos 90.

É curioso que os dois grupos mais fortes de escritos, tanto no Antigo como no no Novo Testamento, foram redigidos à volta das duas destruições do emplo de Jerusalém.

 

O Marco Histórico de Cada Passagem

 

Deus, como bom pedagogo que é, foi inspirando cada passagem bíblica como resposta aos problemas concretos que tinha o povo em cada época, dando-lhe assim luz e força para os superar. Por isso é importante conhecer os problemas de cada época para poder captar melhor que mensagem Deus lhes estava dando. Só assim, conhecendo a realidade e a mensagem do então, poderemos conhecer melhor o que é Deus nos quer dizer a nós na nossa realidade actual. Conhecendo os costumes, a cultura, a forma de falar, a realidade política, económica e social do tempo em que se escreveu cada passagem bíblica, é mais fácil entender a m,ensagem que Deus lhes quis dar; e, por conseguinte, a mensagem que nos quer dar também a nós.

...Se queremos ser honrados diante da Bíblia, não podemos interpretar a Bíblia segundo o nosso capricho, sem ter em conta a realidade do tempo em que se escreveu. A Bíblia não é nenhuma botica, na qual se busca de olhos fechados qualquer pilúla que cure magicamente problemas.

...Temos de aprender, pois, a respeitar a mensagem bíblica, esforçando-nos por conhecer a cultura e os problemas do tempo em que foie scrita cada parte da Bíblia. Este é um esforço que temos de ir realizando pouco a pouco, sem tensõe, nem desânimos.

 

Para isso ser-nos-á muito úctil a leitura das notas da Bíblia. E o esforço por ler alguns livros ou folhetos e por assistir a cursos bíblicos.

 

A Bíblia é certamente para os pobres. Não para os ociosos. O que não quiser trabalhar a Bíblia não poderá saborear a Palavra de Deus...

(por José L. Caravias sj)

 

Termina aqui esta terceira parte sobre a história da Bíblia que temos divulgado no blog. Esta história que partilhamos contigo, que tem a ajuda do sr. Padre Hélder, (onde através da Folha da Paróquia, de cada domingo, onde ele escreve, retiramos o mais importante para divulgarmos no blog).

Esperamos que esta Introdução à Bíblia te possa ser muito uctil e que te enriqueca, nos conhecimentos sobre a Bíblia e a sua importância para os cristãos.

 

P.S.: Em breve estarao aqui algumas fotos da Exposição de Presépios, no tema Momentos, deste blog.

Boa semana....

Publicado por gjemanuel-chaves às 16:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Leituras do 3.º Domingo do Advento

Não apagueis o Espírito, não desprezeis os dons proféticos.

 

  • Leitura I - Isaías 61, 1-2 a 10-11
  • Salmo Responsorial - Lucas 1, 46-48, 49-50, 53-54. Refrão: A minha alma exulta no Senhor.
  • Leitura II - 1 Tessalonicenses 5, 16-24.
  • Evangelho - João 1,6-8. 19-28.

"Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou o seu filho, nascido de uma mulher,...a fim de recebermo a adopção de filhos." (Gálatas 4,4)

 

Lembramos que está aberta a Exposição de Presépios: Um tesouro de arte e de Fé, (obra dos pais e das crianças do Centro Social Paroquial)  no Pavilhão da ADRAT, de 13 a 21 de Dezembro, das 10 às 17 horas e há confissões: quarta-feira, dia 17, ás 18.30, na Igreja Matriz.

Publicado por gjemanuel-chaves às 15:59
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Reunião semanal...3.º domingo de Dezembro

Olá! Hoje na reunião semanal do grupo além da oração que foi feita pela Rita, (que apresentaremos em breve) propo-se o encontro mensal, com os Acólitos e Crismandos, (estes orientados pela Irmã Efigénia e os acólitos orientados pela Irmã Elisabete).

Esta ideia consiste no seguinte, os jovens do nosso grupo, irem ao encontro destes jovens, conhecê-los melhor e cativá-los com o tempo, para entrar no nosso grupo de Jovens.

Estes encontros começarão em Janeiro, e será feita uma vez por mês. O nosso grupo irá se encontrar na secção de catequese dos crismandos, á sexta-feira á tarde e ao sábado de amnhã com os acóltios. Iremos acompanhá-los todos os meses, durante o ano, podendo na Páscoa convidar alguns jovens a entrar no grupo de jovens.

Esperamos que com esta inciativa, o nosso grupo possa crescer e poder fazer mais e melhores coisas na comunidade paroquial.

 

Estas iniciativas começarão na primeira semana de Janeiro, nos dois grupos.

 

Além da oração apresentada pela Rita, tratamos este tema em grupo, esperamos poder obter alguns frutos.

 

Boa semana e bom trabalho...

Publicado por gjemanuel-chaves às 15:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

Reflexão sobre o Advento

Advent 2 - Elizabeth in Bicentennial Park wonders if it will mean giving up lawn bowls?

(Isabel no parque bicentenário pensando se isso tudo significa desistir daquilo que ela desfruta, Jan Hynes, 2002).

 

Lucas 1:39-66, 80

Se o pássaro representa o Espírito Santo, o que o cachorro agitado significaria?

Você acha que o bebê já está em gestação?

Há alguma outra passagem bíblica que essa pintura traz a sua mente?

Há alguma preocupação em você a respeito do que você poderia perder ou desistir? Fale a Deus a esse respeito.

 

Boa noite e bom fim de semana...

Publicado por gjemanuel-chaves às 22:01
Link do post | Comentar | Ver comentários (1) | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Colocar os pobres em primeiro lugar na sociedade global

Olá! Pedimos desde já desculpa, por so agora podermos actualizar o blog, devido a exames e trabalhos, em que os jovens tem estado quase até ás férias do Natal, tem sido um pouco cmplicado acyulizar o blog; mas haverá sempre um tempinho para vos transmitir todas as notícias do grupo e outros destaques da Igreja Católica.

Hoje traremos aqui dois temas, o primeiro sobre a Mensagem do Papa para o Dia Mundial da Paz e o segundo, uma relfexão sobre o Advento.

 

Apela Bento XVI na Mensagem para o Dia Mundial da Paz subordinado ao tema «Combater a pobreza, construir a paz»

 

Na Mensagem para o Dia Mundial da Paz, Bento XVI sublinha que “se reserve espaço adequado para uma correcta lógica económica por parte dos agentes do mercado internacional, uma correcta lógica política por parte dos agentes institucionais e uma correcta lógica participativa capaz de valorizar a sociedade civil local e internacional”.

Divulgada hoje (11 de Dezembro), no Vaticano, o documento do Papa coloca a tónica nas várias formas de pobreza. Só eliminando a pobreza se consegue construir a paz. Estas insuficiências – não só materiais – “favorecem ou agravam os conflitos, mesmo os conflitos armados” – realça.

Na Mensagem para este dia – celebra-se a 1 de Janeiro - Bento XVI recorre aos seus antecessores, especialmente João Paulo II, para fundamentar a relação causa/efeito da pobreza. Neste combate à pobreza, o Papa salienta que é fundamental “uma análise atenta do fenómeno complexo que é a globalização”. Esta análise convida “a pôr em prática o fruto das pesquisas realizadas pelos economistas e sociólogos sobre tantos aspectos da pobreza”. E acrescenta: “Mas a evocação da globalização deveria revestir também um significado espiritual e moral”.

Com o título «Combater a pobreza, construir a paz», a Mensagem para o Dia Mundial da Paz esclarece que “é preciso ter uma visão ampla e articulada da pobreza”. Se esta fosse apenas material, “para iluminar as suas principais características, seriam suficientes as ciências sociais que nos ajudam a medir os fenómenos baseados sobretudo em dados de tipo quantitativo”. E avança: “Sabemos porém que existem pobrezas imateriais, isto é, que não são consequência directa e automática de carências materiais”.

 

 

 

 

Ao reflectir sobre a pobreza e implicações morais, Bento XVI refere que a pobreza aparece “muitas vezes associada, como se fosse sua causa, com o desenvolvimento demográfico”. Como consequência desta realidade “realizam-se campanhas de redução da natalidade, promovidas a nível internacional, até com métodos que não respeitam a dignidade da mulher nem o direito dos esposos a decidirem responsavelmente o número dos filhos e que muitas vezes – facto ainda mais grave – não respeitam sequer o direito à vida”. Com o “extermínio de milhões de nascituros”, não se resolve o problema da pobreza porque “a população confirma-se como uma riqueza e não como um factor de pobreza” – escreve Bento XVI.

As epidemias – malária, tuberculose e SIDA - também são abordadas no documento do Papa. “É preciso, antes de tudo, fomentar campanhas que eduquem, especialmente os jovens, para uma sexualidade plenamente respeitadora da dignidade da pessoa; iniciativas realizadas nesta linha já deram frutos significativos, fazendo diminuir a difusão da SIDA”.

Os programas de luta contra a pobreza deverão ter em atenção as crianças. “Quando a pobreza atinge uma família, as crianças são as suas vítimas mais vulneráveis: actualmente quase metade dos que vivem em pobreza absoluta é constituída por crianças” – escreve Bento XVI. E realça: “Quando a família se debilita, os danos recaem inevitavelmente sobre as crianças. Onde não é tutelada a dignidade da mulher e da mãe, a ressentir-se do facto são de novo principalmente os filhos”.

Baixar a despesa militar

A despesa com o armamento também preocupa Bento XVI. “Os ingentes recursos materiais e humanos empregados para as despesas militares e para os armamentos, na realidade, são desviados dos projectos de desenvolvimento dos povos, especialmente dos mais pobres e necessitados de ajuda” – lamenta. Além disso, “um excessivo aumento da despesa militar corre o risco de acelerar uma corrida aos armamentos que provoca faixas de subdesenvolvimento e desespero, transformando-se assim, paradoxalmente, em factor de instabilidade, tensão e conflito”.

Os Estados são chamados a fazer uma “séria reflexão sobre as razões mais profundas dos conflitos, frequentemente atiçados pela injustiça, e a tomar providências com uma corajosa autocrítica”. Com a melhoria das relações entre os Estados dar-se-ia “uma redução das despesas para armamentos” e “os recursos poupados poderão ser destinados para projectos de desenvolvimento das pessoas e dos povos mais pobres e necessitados”.

Solidariedade global

Na Mensagem para o Dia Mundial da Paz, Bento XVI realça também que “uma das estradas mestras para construir a paz é uma globalização que tenha em vista os interesses da grande família humana”. Mas, para guiar a globalização é preciso uma “forte solidariedade global entre países ricos e países pobres, como também no âmbito interno de cada uma das nações, incluindo ricas”. “A marginalização dos pobres da terra só pode encontrar válidos instrumentos de resgate na globalização, se cada homem se sentir pessoalmente atingido pelas injustiças existentes no mundo e pelas violações dos direitos humanos ligadas com elas” – frisa Bento XVI

A luta contra a pobreza requer uma cooperação nos planos económico e jurídico que permita à comunidade internacional e especialmente “aos países pobres individuarem e actuarem soluções coordenadas para enfrentar os referidos problemas através da realização de um quadro jurídico eficaz para a economia” – aponta o Papa.

No mundo global de hoje, só é possível construir a paz, “se se assegurar a todos a possibilidade de um razoável crescimento: de facto, as consequências das distorções de sistemas injustos, mais cedo ou mais tarde, fazem-se sentir sobre todos”.

 

 

Neste contexto, a Igreja, ao mesmo tempo que segue com atenção os fenómenos actuais da globalização e a sua incidência sobre as pobrezas humanas, “aponta os novos aspectos da questão social, não só em extensão mas também em profundidade, no que se refere à identidade do homem e à sua relação com Deus. São princípios de doutrina social que tendem a esclarecer os vínculos entre pobreza e globalização e a orientar a acção para a construção da paz.”

 

Esperemos que esta Mensagem do Papa Bento XVI, possa servir de reflexão e de uma atitude mais activa por parte do Homem, para este tema que é tão importante e que tanta gente tem afligido.

O extermínio de milhões de nascituros não resolve o problema da pobreza

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 21:24
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008

Projecto - Raríssimas

Olá! Hoje apresentamos-te o Projecto da Raríssimas. A Raríssimas é uma Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras.

 

 

A Raríssimas existe para apoiar doentes, famílias, amigos de sempre e de agora que convivem de perto com as Doenças Raras.

A vida de um paciente portador de uma alteração rara está pautada por avanços e recuos. 

Esta associação acredita que as associações de apoio têm a grande responsabilidade de ajudar as famílias a lidar melhor com o problema, de descodificar as mensagens e informações, de dar a mão quando tudo parece estar confuso.

Existem porque há pessoas raras, com necessidades raras.

 

Objectivos da Raríssimas:

 

"Queremos andar de mãos dadas com os doentes e famílias. Para isso, temos como objectivos principais a organização de congressos e seminários, a formação de voluntariado, a pesquisa de Doenças Raras, estudos epidemiológicos, apoio domiciliário ao portador e família e a realização de parcerias internacionais.

Estamos divididos em núcleos locais, que correspondem a uma tipologia de doença rara ou tipologias de doenças raras que permitam o seu agrupamento. O público em geral vai poder ter acesso aos núcleos através da Internet.

Em articulação com o Secretariado Nacional para a Reabilitação e Integração da Pessoa Deficiente, tencionamos emitir pareceres com vista à criação ou alteração de legislação que vise a plena cidadania das pessoas portadoras de doenças raras e deficiência mental e suas famílias."

 

Deixamos-te aqui a lista completa de doenças que são consideradas raras:
(Representadas na Raríssimas e listadas por ordem alfabética.

 

Acondroplasia
Acidémia Metilmalónica
Addison
Agenésia Parcial do Corpo Caloso
Alexander
Alpers
Amyastenia
Anemia de Fanconi
Anemia Perniciosa (Doença de Bremier)
Aniridia Congénita bilateral
Angelman
Angiodema Hereditário
Anti-fosfolipídico ou de Hughes (doença auto-imune)
Artogripose múltipla congénita
Asperger
Ataxia Cerebelosa Progressiva
Ataxia Friedreich
Atrofia Muscular espinhal werding hoffam tipo1
Barth
Beckwith & Wiedeman
Behcet
Berardinelli-Seip
Bernard Soulier
Celíaca (metabólica)
Charcot-Marie-Tooth (ou neuropatia hipomielinizante motora sensitiva heriditária)
Cicondnite Recidivante
Cistite Intersticial
Condoplasia
Cornélia de Lange
Costello
Crest
Cushing
Cytomegalovirus (CMV)
D.R.A.A.
Darier
De Morsier
Dermatite levedoide ou vasculite branca ou de Millan
Diabetes insípida
Distonia Cervical
Distrofia Muscular de Duchenne
Distrofia reflexa
Drepanocitose
Drop
Dubowitz
Ehlos Dawlos
Eisenmenger
Esclerose Cerebelosa
Esclerose Lateral Amiotrofica
Esclerose Multipla
Esclerose Tuberosa
Espen
Espinha bifida
Esquizencefalia bilateral
Fabry
Fenilcetonuria
Fibrose Quística
Gaucher
Gilles de la Tourette
Goodpasture
Granulomatose de Wegener
Grito de Gato (cri-du chat)
Guillian-Barré (ou polineuropatia desmielinizante inflamatória aguda)
Hallervorden-Spatz
Hepatite Auto Imune Tipo II
Hiperhidrose
Hiperhidrose primaria
Hiperinsulinismo
Hiperplasia Congénita da Suprarrenal
Hipertensão Pulmunar primária
Hungtinton
Icardi
Ictiose Lamelar Congénita
Insensibilidade Congenita à Dor com Anidrose (Neuropatia Sensitiva Congénita)
Intolerância à frutose (metabólica)
Jarcho Levin
Kabuki
Kawasaki
Klein-Waardenburg
Klippel-Trenaunay
Krabbe
Langer-Giedion
Larsen Estilo Letal (Informação em PDF)
Laud-Craffen
Lash-Nyan
Lecinose
Leigh
Leucodistrofia (metabólica)
Linfangioliomiomatose Pulmonar
Lowe (síndrome ocular-cerebral-renal)
Lupus
Machado-Joseph
Marfan
Mastocitose
Mayer Rokitansky Kuster
McCune-Albright
Meige
Miastenia
Miastenia Congénita
Microoftalmia
Mieloma Múltiplo
Mielomenegocele
Miosite
Muebios
Multisacaridose
Naevus
Nail-Patella (Unha-Rótula)
Neurofibromatose
Nieman Pick Tipo C
Noonan
Norrie
Osteopetrosys
Paralisia Cerebral
Parkinson
Patau (Trissomia 13)
Pfeiffer (ou acrocefalosindactilia tipo V)
Plagiocefalia
Poliformativo
Poliformativo do Cromossoma 9 Braço Curto
Porfiria (metabólica)
Prader-Willi
Proteos
Pseudo-Xentoma-Elástico
Psoclonus mioclonia
PTI – Púrpura Trombocitopénica Idiopática
Rett
Robinow
Rubinoff Phelan-McDermid
Rubinstein-Taybi
Sajograme
Sharp
Shwachman Diamond (deterioração cognitiva)
Sialidose tipo1
Sjorgree
Smith Maggenis
Smith-Lemly-Opitz
Sothos
Stargat
Struphel
Sturge-Webber
Stuve Wiedemann
Sungebre
Swyer-James
Takayaso
Tay (metabólica)
Trissomia 18
Trissomia 8
Turner
Van der Knapp (ou leucoencefalotopia quistica megalencefalica)
Vitilicos
Vogt-Koyanagui-Harada
Von Willebrand
Weill Marchesani
West
Williams
Wilson
Wolf-Hirschhorn (Informação em PDF)
Wonderburg
X-link Myotubular myopati
Xantomatosa cerebrotendinosa
Xrooftalmia, queratoconjuntivite seca
XYY
Zellwenger

 

Parecem muitas doenças, mas não o são, pensando no universo de doenças que existe no contexto de saúde em todo o mundo.

O papel que esta Associação desempenha em Portugal, é importante no que diz respeito a informação, esclarecimento e ajuda para os famíliares de pessoas com este tipo de patologias e outras informações.

 

Fica aqui o site para melhor conheceres e ajudares a Raríssimas  : www.rarissimas.pt

 

Este é mais um projecto de grande interesse e que tem como objectivo ajudar as pessoas com ajuda de voluntários no seu projecto e outro tipo de ajudas...

Não deixem de ver o site da Raríssimas.

 

Até amanha com mais noticias...

 

 

 

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 18:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 8 de Dezembro de 2008

Exposição de Presépios

Para terminar este dia, destacamos uma exposição de presépios, com o tema: Presépios: um tesouro de arte e de Fé.

 

 

Esta exposição é organizada pelo Centro Paroquia de Chaves. O local de exposição é no Pavilhão da ADRAT, (junto à Polícia), o calendário é de 13 a 21 de Dezembro de 2008 e o horário de visitas é das 10:00h às 17:00h.

Os presépios foram feitos pelos pais das crianças que frequentam o Centro Paroquial de Chaves.

Não percam a  oportunidade de vir a Chaves e visitar esta exposição.

 

Despedimo-nos por hoje com um grande abraço e ate amanha...

Boa semana

Publicado por gjemanuel-chaves às 16:22
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
BlogBlogs

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Santo Natal e Próspero An...

Atividades de Natal

Convívio de S. Martinho 2...

Benção das Camisolas

OBRIGADO(A) PELAS 0010005...

Resposta ao Comentário so...

Preparação para Domingo

Camisolas do Grupo

Reunião de 16 de Outubro

Reportagem sobre o Convív...

Arquivos

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Links

On-line

online

Visitas


View My Stats
blogs SAPO

subscrever feeds