Add to Technorati Favorites
Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

Ano Paulino

ANO PAULINO, UMA PROPOSTA PASTORAL

Proclamado pelo Santo Padre Bento XVI, o ano Paulino começa neste próximo domingo, dia 29-06-2008.

Deixo-vos aqui uma breve síntese sobre o porquê da celebração do Ano Paulino e a sua importância):

 

"O Papa Bento XVI proclamou um “Ano Paulino”, para celebrar os 2000 anos do nascimento de São Paulo, com início na Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo, a 29 de Junho de 2008, e a terminar um ano depois. Este Ano Paulino coincide, no tempo, com uma outra proposta feita pelo Santo Padre a toda a Igreja: a convocação de um Sínodo sobre a Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja.

Esta simultaneidade sugere-nos a convergência dos dois temas nas propostas pastorais. Paulo, grande Apóstolo da Palavra, pode ser o nosso guia para descobrirmos, mais profundamente, o lugar da Palavra de Deus na vida e na missão da Igreja. Basta pensar que ele é o autor sagrado mais frequentemente lido na Liturgia.

A Palavra de Deus é o Verbo eterno de Deus, a mensagem do coração de Deus que Ele quer comunicar aos seres humanos. A Palavra revelada é apenas o meio sacramental, expressão do mistério da encarnação, que nos pode levar a escutar a Palavra viva de Deus. Paulo tem uma consciência muito profunda dessa origem divina da Palavra. As suas principais cartas antecedem cronologicamente os outros escritos do Novo Testamento. Paulo confessa que o Evangelho que anuncia o recebeu directamente de Jesus Cristo, tendo sido confirmado pelos outros apóstolos. Aos Gálatas ele escreve: “Com efeito, faço-vos saber, irmãos, que o Evangelho que por mim foi anunciado, não o conheci à maneira humana; pois eu não o recebi nem aprendi de homem algum, mas por uma revelação de Jesus Cristo” (Gal 1,11-12). Com Paulo, a Igreja pode fazer esta descoberta da Palavra viva, a que Deus quer dirigir ao Seu povo, Palavra que brota do coração de Deus.

Paulo pode guiar-nos em todos os caminhos de escuta da Palavra: na celebração da Páscoa; na evangelização, como primeiro anúncio de Jesus Cristo; no aprofundamento da fé, em processo catequético; na fidelidade a Deus, vivendo segundo as exigências da Palavra; no fortalecimento da esperança, pois toda a Palavra de Deus nos abre para o horizonte da eternidade.

Paulo e a nova fronteira da evangelização

 Paulo protagonizou, na sua experiência de Apóstolo, o alargamento do horizonte dos destinatários do Evangelho, problema actual na relação da Igreja com a sociedade. A Igreja primitiva viveu dramaticamente este problema: o Evangelho era destinado aos judeus e os novos discípulos de Jesus deviam sujeitar-se à circuncisão e obedecer às normas legais do povo judaico, ou era também para os pagãos que, uma vez convertidos a Cristo, ficavam a pertencer ao Povo de Deus, obedecendo apenas às exigências do Espírito e não a leis especificamente judaicas? Paulo, nascido judeu, formado na escola do Mestre Gamaliel, que nunca renegou o seu amor e a sua pertença ao Povo de Israel, ao verdadeiro Israel de Deus (cf. Rom 9,1ss), é o grande protagonista deste alargamento do horizonte da evangelização. Identifica aí a sua graça própria: “A mim, o menor de todos os santos, foi dada a graça de anunciar aos gentios a insondável riqueza de Cristo” (Ef 3,8), de tal modo que aqueles que se convertem a Cristo são “concidadãos dos santos, membros da casa de Deus” (2,19).

Este alargar do horizonte do anúncio do Evangelho é o desafio feito à Igreja por João Paulo II, lançando-a para uma nova evangelização. É que a Igreja também hoje corre o risco de limitar o anúncio de Jesus Cristo àqueles que continuam no seu redil, compreendem a sua linguagem e conhecem as suas leis, e tem dificuldade em anunciar Jesus Cristo a uma sociedade cada vez mais secularizada."

 

Com isto a partir do dia 29 de Junho de 2008 a 29 de Junho de 2009 celebra-se na Igreja o Ano Paulino, sendo que ao longo do ano, sendo que nas Eucarístia vai sendo lembrado através das leituras da Bíblia.

 

Se quiserem saber um pouco mais sobre o Ano Paulino e sobre o Apóstolo São Paulo, podem visitar os sites da Eclesia, (informação da Igreja Católica em Portugal) e o site Páginas da Vida. Para entrarem nestes sites, basta ir à barra lateral esquerda que se encontra lá o link.

 

P.S.: Ontém o grupo de jovens participou no Passeio da Paróquia, (como já o tinha referido aqui no blog) ao Santuário de St.ª Comba em Valpaços.

Foram a este convívio desde alguns coristas, zeladores da Igreja catequistas e outros grupos que de alguma forma partcipam na Igreja.

Em breve estará aqui no blog um vídeo sobre este Passeio....

Até breve....com mais novidades...

 

 

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 11:58
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Dhaka Project

 

 

 

 

 

Dhaka Project parece um nome esquesito, mas não é, é um termo inglês de um projecto de autoria e coordenado por Maria.

Dhaka Project foi a reportagem que deu ontem no progama da RTP1 - "Grande Reportagem. Nessa reportagem, foca o porjecto - Dhaka Project, que foi fundado e é coordenado por Maria, (que por curiosidade é portuguesa).

Maria é hospedeira numa companhia de aviões do Dubai e ao mesmo tempo nos tempos livres dela, (folgas, dias livres e férias) para se dedicar ao seu projecto em Dhaka, onde consegue uma vês por m~es visitar Dhaka e dar o seu contributo.

O seu projecto não tem apoios do Estado do Dubai, tem só apoio de empresas privadas, personalidades e em leilões de fotografias ou quadros que angariam fundos para conseguir os seus diversos objectivos.

Lembro que o seu projecto é constituido por voluntários que se dedicam de corpo e alma e também a força e espírito de Maria, que apesar de ser casade e ter um emprego ele dedica parte da sua vida a ajudar os outros, dando-lhes mais dignidade humana. Do salário que Maria aufere mensalmente como hospedeira de bordo, (2000 euros), a maior parte vai para o seu projecto.

Passo a citar a mensagem da Fundadora:

"Bem-vindo ao sítio do The Dhaka Project. Para aqueles de vós que pouco ou nada sabem sobre nós, comecemos por nos apresentar e apresentar o nosso trabalho. Gerimos um projecto não-lucrativo que trabalha para providenciar um precioso auxílio às famílias pobres e às suas crianças em Dhaka. Acreditamos tratar-se dum esforço humanitário e temos como objectivo:

 

 

 

 

 

Apesar de haver no Dubai mais de 200 organizações não Governamentais, cada uma com a sua missão, todas elas não são muitas, percebendo bem a realidade do Continente Africano e de alguns países, mais em concreto.

tendo consciência de que este projecto é importante e por isso o divulgo no blog, lembro que se queiseres ajudar este Projecto, poderás faze-lo de duas formas:

- Ajuda monetária

- Voluntariado em Dhaka - Dubai.

Para saberes um pouco mais acerca deste projecto visita o site: www.dhakaproject.com e conhece um pouco mais sobre o Dhaka Project.

Pensa neste projecto e como pode também ser uctil ser voluntário ou mesmo dar a conhecer este Projecto a outras pessoas...

Ate breve...

Abraços...

 

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 19:17
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Vida!

Vida! É este o tema e mensagem que vos trago aqui hoje. Será que este tema é importante para TI? Será que ele te diz alguma coisa? Qual é a importãncia que dás à vida?

Podem ser perguntas banais ou que há partida para Ti, sabes que tem muita importância.

Esta semana recebi um e-mail de um amigo, com uma mensagem de um senhor que passou uma grande experiência de vida e é um exemplo, demonstrando a importãncia que é a vida...

 

 

 

 

 

"A TODOS OS MEUS AMIGOS

E AOS AMIGOS DOS MEUS AMIGOS

Chamo-me Ricardo Matos, tenho 35 anos e não sei se faço os 36!

Irónico? Não. Sou realista… e já vão perceber porquê.

Sou casado (em união de facto, o que para mim é a mesma coisa) há 6

anos. Um casamento feliz, vários desentendimentos ao longo deste tempo,

mas nada que possa ter posto em risco os sentimentos fortes e recíprocos

entre mim e a mulher da minha vida – a Paula. A prova está nos 2 seres

mais importantes do mundo para mim – os meus piolhinhos – Nádia e

André.

A Nádia nasceu 1 ano depois de nos juntarmos – veio alterar por completo

a nossa vida – os serões com os amigos passaram a ser em casa, o Bairro

Alto e o Lux passaram para 2º plano. Mas não fez mal, pois a nossa maior

alegria era partilhar todos os momentos com a nossa filhota. Cada gracinha,

cada progresso do seu crescimento tinha que ser vivido pelos 2, ou

sentiríamos inveja um do outro (no bom sentido).

Passaram 3 anos e nasceu o André. Espevitado e muito manhoso, sempre

foi um terror, desde o dia em que nasceu. Veio alegrar ainda mais a nossa

vida.

Antes de nascer o André, passei por um período complicado. Eu e a Paula

discutíamos muito, a gravidez dela foi complicada, ela passou muito mal, o

humor dela alterou-se completamente, teve algumas complicações e ficou

de baixa a partir do 4º mês de gravidez… e eu não tive paciência nem

coragem para a apoiar. Eu e a Paula chegávamos a discutir sobre quem

deveria levar ou ir buscar a Nádia ao infantário. Eu achava que ela deveria

fazê-lo por estar em casa 'sem fazer nada', ela dizia-me com toda a razão

(hoje admito), que se estava de baixa, por algum motivo era. Não podia

fazer esforços nem pegar em pesos, mas eu, no meu mais puro egoísmo,

nunca parei para pensar. Eu não fui um bom marido, nem um bom pai,

optei pelo caminho mais fácil e refugiei-me nos meus amigos, na noite, nos

copos… O ambiente em casa ficou de cortar à faca, tudo era problema para

a Paula, em contrapartida, lá fora tudo era maravilhoso, não havia stress

com nada, eu era solicitado pelos meus amigos, ninguém fazia perguntas,

ninguém me criticava, tudo era perfeito!!!

Até que um dia, numa das minhas saídas nocturnas, conheci mais

profundamente uma das amigas da noite: o nome dela era Mónica, tinha 25

anos, não era propriamente bonita, mas era aquilo que se chama 'um

chuchusinho'. Até esse dia, brincávamos um com o outro, provocávamonos

mutuamente, chegámos até a trocar uns beijinhos inocentes, nada de

importante. Mas nessa noite, foi diferente, eu tinha vontade de extravasar,

não me apetecia pensar na minha vida actual, naquele momento, rejeitei

completamente pensamentos sobre a minha vida, a minha mulher, a minha

filha… o meu filho que vinha a caminho. Acabei a noite num hotel, achando

que o meu acto era apenas um desabafo, pois se a minha vida estava

virada do avesso, que mal fazia tentar alegrar-me um pouco?!

Cheguei a casa à hora do almoço, deparei-me com a cara da minha mulher,

a cara de quem tinha passado a noite em branco, angustiada e triste. A

minha filha não entendia nada, apenas ficou feliz por ver o pai, sem

perceber porque é que ele passou a noite fora.

Desculpei-me com os copos, arranjei o álibi perfeito, disse que bebi demais,

não estava em condições de conduzir e fiquei a dormir no carro, juntamente

com um amigo.

Não sei se a Paula acreditou. Só sei que não disse mais nada. Eu senti-me

mal, mal por mentir, mal porque senti nojo de mim próprio, pelo que tinha

acabado de fazer. Uma noite perfeita acabou num peso brutal na minha

consciência. A Paula não merecia nada do que eu tinha feito.

O tempo foi passando, as mágoas foram-se atenuando, mas as coisas entre

mim e a Paula nunca mais foram as mesmas. Até que nasceu o André. Aí,

baixámos as armas por completo e prometemos um ao outro que nunca

mais íamos deixar as coisas chegar à exaustão. Éramos uma família e

tínhamos que lutar por ela, por nós e principalmente pelos nossos filhotes.

Esqueci o assunto, 'redimi-me dos meus pecados', dedicando-me à minha

família. Mas sempre que me olhava ao espelho, sentia-me um cobarde pela

traição e por não ter assumido os meus actos. Mas também, isso poderia

estragar tudo. Era melhor ninguém saber de nada.

Há cerca de um ano atrás, a Paula foi ao médico, por causa de umas dores

que andava a sentir. Fez exames e detectaram que tinha quistos nos

ovários. Teve que ser operada e para tal, foi submetida a uma série de

análises – prática comum antes de uma cirurgia. Entre as análises estava a

avaliação sobre o HIV. Qual o problema? Nenhum. Nunca poderia acusar

nada… mas acusou. A Paula estava infectada com o vírus da sida e a

tempestade caiu de novo nas nossas vidas.

Tive que admitir o meu erro e automaticamente, fiz também análises.

Estava também infectado, fui eu o causador de tudo, de certeza absoluta.

Lembrei-me da inconsciência daquela noite, de tudo o que fiz e do que não

fiz. Como é que eu pude fazer o que fiz sem usar preservativo, com uma

pessoa que eu conhecia há tão pouco tempo. Mas tinha tão bom aspecto…

quem haveria de dizer…

Percebi também porque é que os antibióticos que andava a tomar não

faziam efeito como deviam.

Estraguei a minha vida, a vida da minha mulher, dos meus filhos, dos meus

pais, de toda a família. A Paula ficou portadora do vírus, por minha culpa. A

lição que aprendi, a um custo tão elevado foi que o amor vence tudo. A

Paula deu-me uma chapada psicológica que eu nunca vou esquecer.

Perdoou o que eu lhe fiz e tem-me proporcionado os melhores momentos

da minha vida.

Hoje, estou deitado numa cama, sem fazer esforços. Estou com uma

broncopneumonia grave, o meu organismo não responde aos tratamentos,

não sei quantos dias vou durar.

Se me safar desta vez, vou continuar a viver cada momento como se fosse

único.

Estou angustiado por não haver nada a fazer, pelas consequências do meu

acto inconsciente.

Quanto à minha amiga, a Mónica, perdi-lhe o rasto, tentei contactá-la logo

que aconteceu tudo, mas nunca atendeu. Será que sabia o que tinha?

Quantas mais pessoas teriam a mesma coisa? Estas são perguntas para as

quais nunca vou ter resposta.

Percebi a importância da vida, que, se tivesse uma 2ª oportunidade, nunca

desperdiçaria os melhores momentos, as gracinhas dos meus filhos, o amor

da minha mulher.

Porque escrevo?

Porque quero passar a mensagem a todos os meus amigos e a todos os

amigos dos meus amigos.

Eu não tive uma 2ª chance, não pude voltar atrás, estraguei tudo.

Por isso peço-vos:

Não desperdicem as oportunidades da vida.

Ponderem sobre o que é mais importante para vocês.

Quando 'brincarem' com alguém, conhecido ou desconhecido, por mais

confiança que possam ter, protejam-se. O bom aspecto das pessoas não

indica se estão ou não contaminadas. Cuidado com as caras bonitas (isto é

válido também para as mulheres, claro).

Mesmo com protecção, façam o teste HIV, porque nunca se sabe.

Quando o fizerem, se estiverem a trair alguém como eu (custa muito

admitir, mas foi mesmo traição o que eu cometi), cuidado, pensem que não

podem estragar mais ainda a vida das pessoas.

Eu não consegui voltar atrás mas quero que o meu caso sirva de exemplo.

Não vou chegar aos 36 anos, vou deixar para trás uma história de vida

muito bonita, os meus filhos, a minha mulher, toda a minha vida. Eles vão

ficar marcados para a vida toda, principalmente a Paula que tem a vida dela

estragada à custa da minha irresponsabilidade.

Peço que não escondam nada dos meus filhos, quero que lhes contem tudo

o que o pai fez, que lhes mostrem esta carta, quando puderem entender.

Perdi o rasto a muitos amigos de escola, da faculdade e de outros

andamentos. Por isso mesmo, quero pedir a quem tem esses contactos, que

forme uma corrente e mostre a minha mensagem.

O meu exemplo tem que servir para alguma coisa. Como não posso viver,

pelo menos a minha morte poderá evitar outras, assim o espero.

Às pessoas que me conhecem, provavelmente vão ler a mensagem depois

da minha morte: nunca tive inimigos por isso posso dizer que tive todo o

prazer em vos conhecer, em ser vosso colega, vosso amigo… não chorem a

minha morte, ou se chorarem, sorriam ao mesmo tempo e pensem que a

vida é maravilhosa, basta nós querermos.

Por último, peço a todos os que lerem a minha mensagem, que pensem

sobre o significado de curtir a vida.

Curtir a vida não é fazer o que eu fiz. Pensem muito nisso.

CURTAM, PROTEJAM-SE (também das traições) E VIVAM FELIZES!!!

Com saudades da vida

Ricardo Matos

Lisboa, 27 de Fevereiro de..."

 

Agora....pensem neste texto e na importância que a Vida tem para vocês...

e depois deixem aqui também alguma experiência de algum momento em que dês valor á vida ou o contrário, (uma experiência negativa)...

Obrigad@ por leres esta mensagem....e pela tua participação!

 

 

tags:
Publicado por gjemanuel-chaves às 18:41
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Domingo, 22 de Junho de 2008

Verão no grupo....

Olá! Estamos no mês de Junho e a entrarmos no Verão. Quanto ao grupo neste momento, como já se referiu aqui no blog, esta altura para alguns elementos do grupo, é uma época de exames, (quer para aqueles que querem entrar na universidade, quer para os que lá estão na universidade e têm alguns exames) e é nesta altura que o grupo depois de terminado o tempo escolar, faz algumas actividades de convívio e reflexão de grupo, antes do encerramento do ano de grupo, para voltar de novo em força em Setembro.

Uma das actividades em que o grupo tem participado é no Passeio da Igreja Matriz, que é destinado aos elementos do coro, acólitos, catequistas e elementos do grupo de jovens, pessoas que cuidam da Igreja, estando present o Sr. Pe Hélder Sá, (nosso Pároco).

Este Passeio de convívio é realizado num domingo, depois de ter terminado a catequese do presente ano e as principais festividades relacionadas com a catequese na Igreja.

O Passeio deste ano será para o Santuário de Stª Comba em Valpaços, domingo, dia 29 de Junho, onde esperamos que haja muito convivio e que estejam presentes muitos jovens do nosso grupo.

Lembro que este Passeio, organizado pelo Pároco - Pe Hélder Sá, já tem alguns anos, (sendo uma tradição que já veio do anterior Pároco desta Paróquia - Pe Guilberto). Este Passeio/ Convívio é de certa forma um agradecimento do Pároco aos diferentes grupos que animam e ajudam na Igreja Matriz - grupos corais, (juvenil e de adultos), catequistas, aacólitos, pessoas que cuidam da Igreja, grupo d ejovens, entre outros...

 

Hoje deixo-vos aqui um pequeno vídeo, sobre o Passeio do ano passado, que se realizou em Pueblo de Sanábria - Junho de 2007.

 

 

 

 

Em breve estará aqui um novo video sobre outra das actividades que o grupo faz por esta altura...

Abracos e ate breve....

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 15:20
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Presença do Irmão André na Paróquia de Stª Maria Maior

Olá! Ontém na Missa das 11.30, além de se celebrar a Festa da Vida, era a festa dos adolescentes do 8.º catecismo, (se não estou em erro).

Foi um domingo de festa na Igreja Matriz, os jovens estavam todos contentes por celebrar a sua própria festa...

A Eucarístia deu-se inicio com a entrada dos catequisandos com uma vela acesa cada um - simbolizando a vida, seguindo-se os acólitos. o Sr. Pe Hélder e o Ir. André.

Ao longo da Eucarístia celebrou-se a vida, na parte do dito "sermão", no ambão que normalmente fala o Sr. Pe Hérlder, falou o Ir. André.

As origens deste Irmão são de Chaves, começando a sua experiência no Alto Tâmega.

Pertence á Congregação dos Missionários Combonianos, onde já fez diversas missões no Continente Africano, enriquecendo na sua experiência missionária.

Na Eucarístia, estando-se a celebrar a vida, o Ir. deu dois exemplos de "não-vida", (morte), que são os seguintes:

O primeiro foi uma situação que teve conhecimento na África do Sul, quando um senhor tinha dificuldades e pediu dinheiro a uma família que vivia perto dele. Essa família emprestou-lhe o dinheiro, mas com a condição de num prazo de lhe devolver.

Ele não conseguiu devolver o dinheiro dentro desse prazo, tais eram as suas dificuldades e a outra família obrigou que a filha do senhor fossa dada a casamento a um homem dessa família.

A filha dele tinha 12 anos e foi obrigada a casar-se com um homem mais velho do que ela, com idade para ser seu pai....so por um dívida que o seu pai não consegiu pagar.

Os Missionários perante esta situação não puderam fazer nada, se não poderiam ter sérios problemas, pois essas situações são consideradas normais e aceitaveis nessas scoeidades.

O segundo caso é semelhante...

O Irmão André com estes dois exemplos de não-vida tenta demonstrar como há situações no mundo de hoje que nos deprimem e fazer pensar que nem tudo está bem no seio do Homem, da socidade global.

Perante isto para dar a vida, é preiso nós sermos sementes de vida, como as que recebemos no baptimos e que podemos fazer florescer ao longo dos anos....

Estes tipo de exemplos que o Irmão deu, foi para demonstrar aos jovens que estavam a celebrar a sua vida, a sua festa...(e que depois iriam receber um fio com uma curz), fossem também estes sementes de vida e que partilhem a vida em abundãncia como Jesus nos ensinou a nós, cristãos.

Pensem nesta mensagem que te deixo aqui, e que o Irmão nos transmitiu na Missa de Domingo...

Todos nós podemos ser sementes de vida!

 

Lembro que o Irmão André esteve no salão Paroquial da parte da tarde de domingo para falar um pouco com pessoas ou casais que queiram conhecer melhor a Comunidade dos Missionários Combonianos e poder fazer uma Missão...

Desde já deixo aqui o link dos Missionários Combunianos em Portugal: http://www.combonianos.pt/

Abraços....

Até breve!

 

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 15:02
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Domingo, 15 de Junho de 2008

Oração - O grupo unido

Olá! Neste domingo na reunião semanal que fazemos pelas 10 horas, na nossa "salinha" de grupo, onde se fez a oração de domingo, sendo o tema preparado pela Joana e se falou também de se fazer em grupo uma actividade de encerramento do ano de grupo.

Desde já deixo-vos aqui a oração que tem como tema: "O grupo unido"

O tema orientado pela Joana foi dividido em 2 partes:

1.º -  Introduão ao tema, leitura e reflexão em grupo sobre um texto, (que será transcrito a seguir) que tem o seguinte título: "Uma equipa na selva";

2.º - Cada jovem em pequenos grupos de 2/3 elementos irá fazer um pequeno trabalho, (isto será no proximo domingo).

I - Parte

"Era uma vez um leão que era o Rei da selva. Era um rei justo que buscava sempre o bem do seu povo. Um dia, teve uma ideia brilhante: formar uma equipa de futebol para jogar com os países vizinhos. Foi rapidamente pela selva a fim de escolher os jogadores.

Passou por um prado e viu uma girafa. Pensou que jogaria muito bem de cabeça e escolheu-a para a sua equipa. Depois viu um urso enorme que fazia muito bem de guarda-redes e também o escolheu. Viu uma gazela e um leopardo a correr velozmente como um foguete, pensou que seriam os melhores dianteiros para a equipa e escolheu-os. E assim foi escolhendo os seus jogadores conforme as qualidades que ia observando. Escolheu os macacos e o tigre para ocuparem o centro do campo. Um elefante e um rinoceronte para a defesa. Uma lebre para fazer os contra-ataques. No final, depois de muito procurar, conseguiu completar uma equipa de onze jogadores.

O primeiro dia de treino foi um desastre. O leopardo queria comer a gazela. O urso queria agarrar os macacos. o elefante e o rinoceronte estavam sempre a lutar. A lebre fugia a toda a pressa do tigre. Aquilo não podia continuar assim.

O Rei, que era o treinador, deu uma forte apitadela e mandou-os parar. Tinha reparado que não se conseguiam aceitar uns aos outros por serem todos diverentes.

Por isso, antes de os ensinar a jogar futebol, ensinou-os a aceitarem-se como eram e a conviverem juntos em paz. Caso contrário, a equipa não funcionaria.

Depois de muitos dias de treino apenas nisto e de muito esforço feito por cada um dos animais, chegaram a ser grandes amigos.

Foi então que começaram a jogar futebol. E conta-se que aprenderam tão bem este desporto que chegaram a ser uma das melhores equipas da região.

Toda a gente, ao ver os jogos, aplaudiam-nos muito. Quando lhes perguntavam por que jogavam tão bem, eles respondiam.

- Porque somos bons amigos e cada qual dá à equipa o melhor de si."

 

Para reflexão...

- Achais que este conto tem algo a dizer-nos? O quê?

O que mudariam ou acrescentariam ao conto?

- Indo mais alé, dizei livremente, em forma de turbilhão de ideias, o que é que ajuda um grupo a ser unido.

 

No grupo  reflectiu-se sobre este texto tirando algums conclusões, sendo que cada um dos jovens do grupos "podem ser um destes animais ao longo do ano do grupo", tendo momentos bons, menos bons, estando mais vezes presentes e participativos do que noutros. Mas que acima de tudo quando a maior parate o mesmo todos os elementos do grupos estao juntos, tentar minimizar aqueles momentos em que ao longo do ano não o estão, por diversas razões....exames no secundário e universidade e mesmo trabalho para outros. Apesar de haver alguns empates e derrotas ao longo do campeonato, no fim resultar um campeonato positivo, pois todos se sentem, se integram e trabalham em grupo e isso só pode dar bons frutos.

Esta reflexão veio ao encontro de uma questão que os elementos fizeram, sobre uma maneira de encerrar o ano de grupo....podia ser com um acampamento, jantar ou caminhada!!

Depois de se pensar bem numa data e no melhor para todos os elementos do grupo, poderem participar, resultou a ideia de se fazer uma ida a são Balsemão em Macedo de Cavaleiros, dia 4 de Agosto - segunda-feira.

Esta foi a melhor opção, pois a maioria dos elementos do grupo estão na universidade e com isto no mês de Julho estão em exames, quantos aos outros que não estão na universidade, teve-se que verificar uma data para que todos possam estar presentes....

Pois esse encontro será para o grupo reflectir, conviver e partilhar bons momentos em grupo...

Esperamos em breve poder-te dar mais pormenores e novidades acerca de actividades do grupo...

No proximo domingo traremos aqui a 2.ª Parte deste tema com os trabalhos que cada elemento fez acerca deste tema.

Até breve! Abraços......

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 22:10
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Quinta-feira, 12 de Junho de 2008

Participação no Festival Diocesano da canção da Mensagem

 

Olá! Hoje, trazemo-vos aqui mais um belo momento do nosso grupo, a participação no III Festival Diocesano da Canção da Mensagem em 1998, que se realizou em Chaves.

 

O nosso grupo de jovens participou com a música Brisa Fulgente, sendo interpretada pelo Augusto, Artur Conceição , entre outras pessoas, (aqui pedimos ajuda aos jovens que já passaram pelo grupo e que nos digam, quem foram as outras pessoas que participarm no Festval, do grupo...). A letra da música é de João Luís Silva e música de José Manuel Fonseca.

Lembro que este Festival era organizado pelo Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil e que em 1998 foi feito em Chaves, (no auditório do Hotel Aquae Flavie, domingo á tarde, entre as 15 e 19horas, apresentado pela jornalista da Rádio renascenca Olímpia Mairos e carlos Oliveira) de 116 grupos a concorrer aos 3 primeiros lugares e se e  possível ficar em 1.º lugar para assim ir representar a Diocese no Festival Nacional, que se iria realizar em Fátima.

 

 

Nesta imagem poderão ver o júri, composto por 6 elementos que tinha a preciado todas as actuações, elegeu como melhor canção: "Brisa Fulgente" do grupo de jovens Emanuel, que ficou em 1.º lugar, seguindo-se o grupo de jovens Espiga de Boticas, com a música "A descida do Espírito" e em 3.º lugar ficou o grupo de jovens Sentido ùnico, (de Vila real) com a música: "Espírito de amor."

Além do grupo de jovens Emanuel ir representar nesse ano, a Diocese de Vila real no Festival Nacional, (que se realizou em Fátima), recebeu como prémio 30 mil escudos, sendo para o 2.º e 3.º lugar receberam os respectivos grupos 20 e 10 mil escudos, respectivamente.

O grupo de jovens representou bem o seu tema no Festival Diocesano e depois no Festival Nacional, (representado aqui e bem a diocese, apesar de não ter ganho o Festival). Sendo que o nosso grupo de jovens foi reconhecido na Diocese pela sua representação e na cidade de Chaves, sendo publicado um artigo no jornal "Semanário Transmontano", acerca da 3.º edição do festival.

Este não seria a única participação em Festivais Diocesanos e noutros, pode-se é dizer que a participação do grupo, no 3.º Festival Diocesano da Mensagem da Canção foi marcante e muito gratificante.

Em breve, trarei-vos mais uma surpresa acerca deste tema....

P.S.: Gostari que todos aqueles jovens que fizeram parte do grupo e que participarem neste Festival, deixassem alguma mensagem neste blog....testemunho...

Abraços e ate breve.....com mais novidades fresquihas...

 

 

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 22:19
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
Domingo, 8 de Junho de 2008

Mas que Desafio!

Mas que grande desafio, é otema que lançamos hoje neste post...pois foi há precisamente há 6 meses que este blog surgiu e desde essa data que ele tem crescido, tendo já ultrapassado a barreira das 1000 visitas!

Lembro que este blog, foi uma ideia alimentada durante alguns anos no grupo, (pensando primeiro em fazer um site) e mais tarde surgiu a ideia de se fazer este blog, em Janeiro de 2008.

"Ainda é um bebé", mas com a ajuda de todos, (quer dos jovens que fazem parte do grupo, quer de diversas pessoas que visitam o blog e que deixam no blog algumas mensagens), tem-no feito crescer e passar a sua mensagem, que é: dar a conhecer o grupo, mostrar o que o grupo faz, (atrvés de fotos, orações e  videos entre outras coisas) e também falar um pouco sobre a Igreja na actualidade no Mundo de hoje.

Este blog, como é normal, pode ter alguns erros ortográficos ou falhas técnicas, mas com o tempo, o blog irá tentar melhorar esses aspectos e ao mesmo tempo trazer noviades: videos e outras surpresas....

Este blog é orientado pelo Vítor, mas todas as pessoas podem e devem participar neste blog, torná-lo activo , úctil e actualizado.

Desde já, vos dizemos que este blog continuará a crescer e trazendo aqui noticias "sempre fresquinhas" do grupo.

Obrigado a todos por fazerem com que este blog continue.....e se torne activo.

 

 

 

 

Publicado por gjemanuel-chaves às 19:13
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?

Senhor tu és fonte de vida

Olá! Antes de falar um pouco sobre uma pequena surpresa que trazemos hoje, desde já desejamos aqui Boa Sorte e Bom Trabalho para quem estuda na universidade ou está no 12.º ano e se vai candidatar á universidade, a uma nova fase da sua vida.

A partir de julho ate meados de Julho há a fase de exames e os alunos nesta altura estão um pouco mais ocupados, tendo menos tempo livre e com isso de vir de fim de semana a casa, (tar com a família e ir ao grupo de jovens).

É uma fase em que os alunos tem que se esforçar muito e dar de si para o seu curso, para não deixar nada para trás e também para aqueles alunos que querem entrar na universidade...

Desde já deixamos aqui uma força para todos estes jovens, (quer do grupo, quer outros espalhados pelo país...e mundo) e que em breve possamos contar com todos estes nossos amigos em Chaves e a participar no grupo...

A surpresa que vos deixamos aqui hoje, vem ao encontro da mensagem que referi em cima e também demonstrar um pouco porque é que existe o nosso grupo e qul é o nosso caminho....

O tema deste vídeo é: "Senhor tu és fonte de vida."

 

Espero que gostem...

Pensem e reflictam na mensagem que o vídeo vos transmite.

Até breve e boa semana!

Publicado por gjemanuel-chaves às 18:53
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
 O que é? |  O que é?
BlogBlogs

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Posts recentes

Santo Natal e Próspero An...

Atividades de Natal

Convívio de S. Martinho 2...

Benção das Camisolas

OBRIGADO(A) PELAS 0010005...

Resposta ao Comentário so...

Preparação para Domingo

Camisolas do Grupo

Reunião de 16 de Outubro

Reportagem sobre o Convív...

Arquivos

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Junho 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

tags

todas as tags

Links

On-line

online

Visitas


View My Stats
blogs SAPO

subscrever feeds